Jesualdo Ferreira não tem boas lembranças da visita ao Estádio do Barreiros na primeira volta. O FC Porto sucumbiu perante a formação insular comandada por Van der Gaag por 1-0, decorria a 10ª jornada, a 8 de Novembro de 2009.

Passados quase cinco meses, Guarín é agora a nova voz da ambição e optimismo do Dragão.

“Temos de enfrentar este encontro e ganhá-lo porque o mais importante é vencer as seis jornadas que faltam”, afirmou o médio ofensivo, em superflash, realizado esta manhã no Centro de Treinos e Formação Desportivo PortoGaia, no Olival, Vila Nova de Gaia.

Freddy Guarín sabe que mesmo que o FC Porto vença em todas as jornadas (6) que restam para o fim do campeonato, não depende apenas dele para arrancar o segundo lugar ao Sporting de Braga (com cinco pontos de vantagem sobre os azuis e brancos). A formação minhota tem neste fim-de-semana um encontro difícil ante o vizinho Vitória de Guimarães.

O Marítimo venceu em casa o tetracampeão nacional, num encontro onde se viu uma da piores exibições da época dos Dragões. Guarín reconhece que o adversário é “muito difícil”.

“Mas agora estamos a passar por um bom momento”, garantiu o colombiano.

Culpa desse melhoramento está relacionado com o regresso do incrível Hulk à equipa: “A ajuda de Hulk foi muito importante. Sabemos o que ele vale para cada jogo e esperamos poder aproveitar o máximo da sua contribuição no FC Porto".

O FC Porto (terceiro com 50 pontos) – Marítimo (oitavo com 30) joga-se este sábado, às 20h15, no Estádio do Dragão, a contar para a 25ª jornada da I Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.