O jornal 'A Bola' avançava esta segunda-feira que Coates, Acuña e Wendel poderão ser colocados à venda na reabertura do mercado, em janeiro, por valores convidativos e que atraiam o interesse de outros clubes, de forma a contribuir para uma redução dos problemas financeiros que afetam o Sporting.

No entanto, o diretor desportivo do Sporting já fez questão de frisar que o clube leonino não está em saldos, apesar de admitir que os problemas financeiros afetam o mercado de transferências.

"A postura do Sporting no mês de janeiro será uma postura normal, igual à postura de outras janelas de transferências, que passa por estarmos atentos a qualquer boa oportunidade e que venha acrescentar qualidade à equipa", começou por dizer Hugo Viana, em declarações à Sporting TV.

"Não estamos em saldos, não haverá saldos em Alvalade. Haverá, isso sim, uma atenção para qualquer excelente oportunidade de negócio que apareça para reforçar a nossa equipa", acrescentou.

De seguida, Hugo Viana revelou ainda que "Pedro Mendes vai ser inscrito mal o período de transferências seja aberto. De resto, estaremos atentos a boas oportunidades. Mas mais importante que isso será afrontar este mês complicado de janeiro com o mesmo espírito de grupo que enfrentámos os últimos jogos."

"Haverá, isso sim, processos de renovação de alguns jogadores importantes na nossa equipa. Alguns desses processos já estão na fase final e dentro em breve serão dados como encerrados. Vai ser uma boa notícia para todos os sportinguistas", referiu também.

Por fim, Hugo Viana recordou que "o caminho será trilhado de maneira consciente, com as dificuldades financeiras que o clube atravessa e que são públicas, mas estaremos atentos a qualquer boa oportunidade que apareça neste mês de janeiro."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.