O treinador da União de Leiria, Pedro Caixinha, assumiu hoje que a derrota com o Marítimo (3-1), a sexta consecutiva em casa, deixou o objectivo de qualificação para a Liga Europa «mais difícil».

A vitória na 25.ª jornada permitiu ao Marítimo ultrapassar os leirienses na classificação e chegar ao sétimo posto, enquanto a equipa de Leiria fica mais longe da meta de qualificação para uma prova europeia:

«O nossos objectivos na Liga Europa ficam mais difíceis, mas até ao fim há 15 pontos em disputa e em 15 pontos muita coisa pode acontecer», disse Pedro Caixinha, no final de uma partida que considerou «completamente anormal e atípica», em que os leirienses ficaram reduzidos a 10 elementos aos 15 minutos e o Marítimo «marcou três golos em três vezes que chegou à baliza».

O técnico da União de Leiria lembrou que esta foi «a sexta derrota» da equipa no Municipal de Leiria, mas garantiu não virar «a cara à luta».

«A nossa missão e o nosso compromisso é que o trabalho só termina a 15 de Maio. Até lá, é cair e levantar, cair e levantar. Vamos continuar à procura do que sempre quisemos: ter uma equipa orgulhosa do que faz diariamente, orgulhosa da intensidade e da procura que faz no dia-a-dia. Através do trabalho, acredito que vamos vencer», referiu Pedro Caixinha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.