A lista de Bruno de Carvalho chamou esta segunda-feira a Polícia de Segurança Pública a Alvalade depois de não conseguir formalizar a candidatura às eleições presidenciais do Sporting, avança o jornal Record.

Sem a presença de Bruno de Carvalho e do mandatário Pedro Proença foi Nuno Sousa, sócio do Sporting e membro da lista 'Leais ao Sporting', que tentou a entrega dos papéis necessários para a formalização da candidatura da lista liderada por Bruno de Carvalho às eleições do clube no próximo dia 8 de setembro. Em declarações à imprensa, Nuno Sousa revelou que Jaime Marta Soares estava em Alvalade e que optou por não receber os papéis apesar da ordem judicial.

"Recebi resposta a dizer que ele [Jaime Marta Soares] tinha assuntos inadiáveis mas ele está cá. Não sei que assuntos inadiáveis podem ditar o não cumprimento de uma determinação do tribunal. Por cada dia o Sporting é multado em 5 mil euros. Se ele não está interessado nisso... Ele disse que não foi contactado? Podia mostrar-vos a resposta dele. Já obtive resposta dele a dizer que seria amanhã às 10h30. Mas não é Marta Soares nem os estautos que dizem que é com hora prévia marcada. Por cada dia de atraso são 5 mil euros de multa e há o período de desobediência civil, por isso chamámos a polícia para que a sentença seja cumprida", afirmou Nuno Sousa.

Recorde-se que esta segunda-feira o Sporting foi condenado a admitir a candidatura à presidência do clube liderada por Bruno de Carvalho, segundo a decisão da providência cautelar apresentada pelo presidente destituído.

Na decisão, a juíza Raquel Alves, do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, decidiu a favor da petição de Bruno de Carvalho, contra a recusa do presidente da mesa da assembleia geral (MAG) do clube, Jaime Marta Soares, em aceitar a lista por si encabeçada para as eleições de 8 de Setembro e a proibição de realizar campanha.

"O tribunal foi muito claro, e há o risco de desobediência civil, já chamamos a polícia. Temos a certeza que vamos formalizar a candidatura. Respondeu a dizer que dentro da sua agenda conseguiu essa hora. No regulamento não há nada que diga que tenha de ser ele a receber a lista. Sim, o tribunal assim o disse. Não me passa pela cabeça que não seja formalizada hoje, Não vejo ninguém a querer desobedecer a um tribunal, isso seria muito grave", frisou ainda Nuno Sousa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.