O Moreirense venceu por 1-0 no estádio do Aves, em jogo da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, resultado que pode custar já hoje ao lanterna-vermelha a despromoção ao segundo escalão. Um golo concretizado aos 52 minutos pelo avançado angolano Fábio Abreu, terceiro melhor marcador do campeonato, com 12 remates certeiros, foi suficiente para o Moreirense se impor na Vila das Aves e subir ao oitavo lugar, com 38 pontos, em igualdade com Boavista e Santa Clara.

O Moreirense foi o primeiro a criar perigo, logo aos três minutos de jogo: livre cobrado por Rúben Macedo, a bola ressaltou no braço de Filipe Soares e dirigiu-se para a baliza, valendo o corte de Diakhité em cima da linha.

Respondeu o Aves aos 14', com Pedro Soares a ganhar espaço na área adversária e a rematar forte para a defesa apertada de Mateus Pasinato.

Perto da meia-hora de jogo, Rúben Macedo, novamente de livre, levantou a bola para a área, Sori Sané tentou o corte e por pouco não traiu Szymonek. Na sequência do canto, Mohammadi tentou a sorte de primeira mas errou o alvo.

Aos 40' a equipa de Nuno Manta Santos teve nova oportunidade para se adiantar no marcador, com Mohammadi a ganhar na corrida a Rosic e a rematar cruzado, mas a bola passou a centímetros do poste e o nulo manteve-se até ao intervalo.

O Moreirense voltou a entrar mais forte no segundo tempo e aos 52' chegou mesmo ao golo por Fábio Abreu, que soma agora 12 golos na I Liga: arrancada de João Aurélio que depois picou a bola por cima da defesa avense e deixou o avançado angolano isolado para marcar.

Fábio Abreu esteve muito perto do 'bis' pouco tempo depois, mas falhou o alvo, de cabeça. Por sua vez, o Aves tentava chegar ao empate, mas Marius não conseguiu o desvio na área aos 71', após bom trabalho de Mohammadi na esquerda, e logo a seguir cabeceou ao lado da baliza do Moreirense, após cruzamento de Yamga.

A melhor oportunidade do Aves chegou aos 87', com Banjaqui a atirar rasteiro de fora da área, a centímetros da baliza de Mateus Pasinato. Já em tempo de compensação, Nuno Santos quase fez o 2-0, com um remate à entrada da área que sofreu um desvio e acertou no poste, mas o marcador não voltou a sofrer alterações.

Com este resultado, o Aves mantém-se no último lugar, com 14 pontos, e poderá ficar matematicamente condenado à descida de divisão se o Marítimo vencer hoje na receção ao campeão Benfica, uma vez que tem desvantagem com o Tondela, tanto no confronto direto, como num eventual desempate a três, com o Portimonense.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.