O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol divulgou esta terça-feira um relatório de David Elleray, consultor independente, que analisou a ação do vídeo-árbitro em alguns lances das provas de futebol profissional na derradeira jornada. Entre eles o Farense-Benfica, jogo onde as duas equipas ficaram a pedir grandes penalidades.

Em relação a queda de Rafa na área do Farense aos 36 minutos, David Elleray explica que "as imagens mostram que qualquer contacto existente entre os dois jogadores é acidental [...] Corretamente não houve intervenção do VAR uma vez que o árbitro não cometeu qualquer 'claro e óbvio erro' em não assinalar pontapé de penálti", garantiu.

Outro lance analisado pelo antigo árbitro FIFA e atual diretor técnico do International Board foi a queda de Licá na área do Benfica, em lance com David Tavares.  Elleray considera que o contacto é "acidental".  "As imagens mostram que não há qualquer intenção por parte do defesa, uma vez que o contacto com o atacante é acidental quando vem a descer após ter saltado na disputa da bola."

O jogo entre o Belenenses SAD e o Nacional também foi analisado pelo antigo juiz inglês, devido a grande penalidade mal assinalada que deu a vitória aos azuis que jogam no Jamor por 2-1, aos 66 minutos.  David Elleray entende que aí o VAR errou duas vezes.

"As imagens mostram que o contacto é acidental e causado pelo atacante que se aproxima por trás (sem o defensor o poder ver) atravessando-se à frente da perna do defensor quando ele já efetuava o movimento de jogar a bola. Além disso, antes desta situação, a bola é cabeceada em direção à baliza e, neste momento, o atacante está em posição de fora de jogo pelo que quando disputa a bola com o defensor deve ser punido por fora de jogo. Dois erros são cometidos pelo VAR: intervenção incorreta uma vez que a decisão do árbitro em não assinalar pontapé de penálti não era um 'claro e óbvio erro; falhou na identificação da posição de fora de jogo e respetiva infração pelo atacante (antes da situação de eventual penálti)", pode ler-se no comunicado do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

No comunicado, o CA da FPF esclarece que "decidiu tornar público um novo relatório, baseado em lances que são escolhidos segundo o critério de David Elleray, sem olhar a clubes mas sim à característica do próprio lance. O objetivo é contribuir para o melhor esclarecimento de todos os agentes desportivos e adeptos. No âmbito da colaboração que vem mantendo desde 2017 com o Conselho de Arbitragem da FPF, o consultor independente David Elleray tem elaborado relatórios nos quais analisa e esclarece a atuação do VAR em alguns lances das competições profissionais."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.