O presidente do FC Porto garantiu hoje que o futebolista Danilo foi emprestado ao Paris Saint-Germain por “entender que era um momento único de dar o salto e de ganhar dinheiro” e manifestou apreço pela maneira como o jogador “sempre se comportou”.

“Saiu um capitão, mas não deixou a sua ligação ao FC Porto. saiu por entendimento das duas partes, ele entendeu que era um momento único de dar o salto e de ganhar dinheiro, que foi o que o fez sair do FC porto, o resto é conversa”, disse Pinto da Costa, à margem da última etapa da Volta a Portugal em bicicleta, que hoje termina em Lisboa.

O presidente dos campeões nacionais de futebol manifestou ainda “apreço pela maneira digna como saiu e sempre se comportou”.

O empréstimo do médio internacional português, que chegou aos campeões portugueses em 2015/16, proveniente do Marítimo, ao Paris Saint-Germain, com opção de compra no final da temporada, foi anunciado hoje.

Na sua página na rede social Instagram, Danilo garantiu que viveu no Dragão “cinco anos inesquecíveis de muito trabalho, alegria e de um orgulho constante em ser jogador do Futebol Clube do Porto”.

“Levo comigo a grandeza do clube, o profissionalismo de todos que nele trabalham e o carinho dos adeptos. E, claro, os títulos de campeão nacional e Taça de Portugal conquistados. Muito obrigado por tudo. Para sempre um dragão", escreveu Danilo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.