Naquela que é a segunda jornada depois do regresso do campeonato nacional, o Benfica desloca-se ao Algarve para enfrentar o Portimonense para o encontro da 26ª jornada. Depois do empate no Estádio da Luz frente ao Tondela, os encarnados tentam agora dar a volta a uma fase menos boa em termos de resultados.

Atualmente na liderança da I Liga com 60 pontos, os mesmos do FC Porto, o Benfica sabe que o cenário não é positivo. Isto porque o confronto direto, o primeiro critério de desempate, só é aplicado pela Liga de Clubes no final da prova, quando as equipas já defrontaram todos os adversários. Nos jogos entre FC Porto e Benfica, a vantagem é dos azuis-e-brancos, que venceram na Luz por 2-0 na 3.ª jornada e no Dragão por 3-2 na 20.ª ronda.

O Benfica lidera porque leva vantagem no segundo critério de desempate: a diferença entre golos marcados e sofridos. A equipa de Bruno Lage marcou 54 golos e sofreu 14, pelo que tem um saldo positivo de 38 golos. Já os 'dragões' de Sérgio Conceição fizeram 51 tentos e encaixaram 18, o que dá um saldo positivo de 33 golos.

Ou seja, embora esteja na liderança, o Benfica não está em posição de levantar o título de campeão e sabe que, para isso, tem de colocar um ponto final numa sequência de resultados pouco satisfatórios - há nove jogos que o Benfica não conhece o sabor da vitória em todas as competições.

Antes da paragem, o Benfica tinha somado um empate no Bonfim frente ao V. Setúbal. Aliás as águias, nos últimos jogos somaram apenas um triunfo: Na deslocação a Barcelos, na 22.ª jornada.

Apenas um triunfo nos últimos nove jogos. Partida frente ao Tondela prolonga ciclo negativo do Benfica
Apenas um triunfo nos últimos nove jogos. Partida frente ao Tondela prolonga ciclo negativo do Benfica
Ver artigo

De resto, os encarnados averbaram cinco empates: Frente a Famalicão, Shakhtar (Liga dos Campeões, partida na Luz), Moreirense e V. Setúbal e agora Tondela. Quanto a derrotas foram três: FC Porto, Shakhtar (fora dos portas) e Sporting de Braga. Já em casa, a equipa de Bruno Lage já não vence há quatro partidas, algo que não sucedia desde 2006/07.

Por seu lado, o Portimonense chega ao embate com o Benfica depois de uma vitória na retoma da liga frente ao Gil Vicente. Antes disso, os algarvios não venciam há 13 jogos - oito derrotas e cinco empates.

Histórico de confrontos

Apesar dos recentes resultados, no que toca ao histórico de confrontos entre as duas equipas em jogos a contar para o campeonato nacional, o Benfica sai vitorioso. Nos últimos cinco jogos, os encarnados venceram quatro (dois deles com goleadas) e perderam apenas um.

O encontro mais recente entre Benfica e Portimonense aconteceu no Estádio da Luz, a 10 de outubro do ano passado, em jogo a contar para a 9ª jornada do campeonato nacional. Nessa altura, os encarnados golearam os algarvios por 4-0. André Almeida, Rúben Dias e um 'bis' de Carlos Vinícius deram a vitória aos homens de Lage.

Antes disso, as duas equipas tinham-se encontrado a 5 de maio do mesmo ano, no reduto do Portimonense, em jogo da 32ª jornada. Também nessa altura, o Benfica conseguiu uma goleada, desta vez por 5-1. Um 'bis' de Rafa Silva, outro de Seferovic e um golo de Jonas ditaram a vitória encarnada, enquanto Bruno Tabata reduziu para o Portimonense.

Já a 2 de janeiro de 2019, naquela que foi a última visita do Benfica ao Estádio Municipal de Portimão, a equipa da casa venceu por 2-0. Um autogolo de Rúben Dias e outro de Jardel deram a vitória aos algarvios.

Os anteriores encontros de Benfica e Portimonense remontam já à temporada de 2017/2018. Na 22º jornada, os encarnados venceram em Portimão por 3-1. Um 'bis' de Cervi e um golo de Zivkovic apontaram a vitória, enquanto Felipe Macedo reduziu o resultado. Antes disso, na 5ª jornada, o Portimonense viajou até Lisboa, onde acabaria por perder por 2-1. Jonas e André Almeida fizeram os golos do Benfica e Fabrício Messias apontou o golo solitário dos algarvios.

Se contarmos apenas os jogos em casa do Portimonense, nas últimas cinco viagens até ao Estádio Municipal de Portimão, a contar para todas as provas, o Benfica vencem quatro e perdeu uma.

O que dizem os treinadores

treinador do Portimonense disse que a equipa deverá estar focada em todos os segundos do jogo de quarta-feira frente ao Benfica para evitar desatenções que podem provocar mossa.

"Estamos em nossa casa e quero uma equipa focada em todos os segundos do jogo, porque a qualidade superior do plantel do Benfica permite que, a qualquer momento, uma desatenção nos possa fazer mossa", afirmou Paulo Sérgio, na conferência de imprensa de antevisão do encontro.

O treinador dos algarvios desvalorizou o suposto mau momento do Benfica - uma vitória nos seus últimos seis jogos da I Liga -, salientando que os ‘encarnados' sofreram "críticas injustas" em relação ao nulo caseiro com o Tondela (0-0).

"O futebol e a produção estiveram lá, apenas falhou na eficácia e concretização", assinalou, pedindo aos seus jogadores que sejam "mais rigorosos e mais pressionantes" para impedir o mesmo volume de oportunidades de golo.

"Temos de olhar para a produção do Benfica e precaver-nos para, quando não tivermos a bola, não permitir tal número de ocasiões, porque o risco de sofrer golo será tremendo", frisou Paulo Sérgio.

Já Bruno Lage, na antevisão da partida, disse concordar com as cinco substituições, que entram em vigor já nesta ronda, desde que se mantenham os três períodos de paragem para a realização das alterações.

"Há prós e contras. Eu concordo muito com esta situação e prevejo que se possa manter no futuro desde que se mantenha as três paragens", afirmou o técnico em conferência de imprensa.

O treinador dos 'encarnados' abordou ainda o mau momento da equipa, mas destacou a quantidade de oportunidades de golo criadas diante do Tondela.

"Tivemos um período de 3 meses em que não jogamos, se fizer a analise do ultimo jogo, o que lhe parece? Era a bola entrar e hoje já não fazia esta pergunta. Isto não implica que não tenhamos a noção de que queríamos vencer o jogo. Depois de três meses sem competir, ter este número de oportunidades... Só faltou marcar os golos", observou.

"Espero que após um jogo em que o resultado não foi o que esperávamos, mas em que a equipa produziu seis oportunidades de golo, duas no poste, três ou quatro rente ao poste, com remates cruzados, muitos cruzamentos na pequena área a faltar um pequeno toque e duas claríssimas oportunidades... Espero que a equipa dê uma resposta em termos de vitórias e que consiga marcar golos. Temos 27 pontos para disputar e a mentalidade é esta: sair deste jogo, em que não aproveitámos as oportunidades e seguir em frente. Marcar golos e vencer o jogo perante um adversário muito competente. Eles lutam pela permanência e nós por um objetivo maior que é o campeonato. Queremos os 3 pontos", vincou.

Portimonense e Benfica vão entrar em campo a partir das 19h15 desta quarta-feira. Poderá acompanhar tudo AO MINUTO aqui, no SAPO Desporto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.