O treinador do FC Porto desvalorizou hoje a série de cinco jogos sem vencer do Famalicão, adversário da 13.ª jornada da I Liga de futebol, e espera um jogo complicado com uma equipa motivada por defrontar o campeão nacional.

Sérgio Conceição acredita que o rumo do encontro vai depender do que a sua equipa conseguir fazer dentro de campo, esperando, no entanto, dificuldades.

"Não sou bruxo, depende muito do que fizermos em campo, os resultados que antecederam este jogo não têm nada a ver com o jogo em si. Não é nada mais fácil. Às vezes ainda é mais difícil. Temos o exemplo do líder do campeonato que já foi a Famalicão empatar. Podia falar desse jogo e não falar dos jogos sem ganhar. Posso pensar que se calhar a responsabilidade de jogo do Famalicão é menor, pode retirar-lhes alguma pressão, mas ganham a motivação de jogar com uma equipa que é só campeã nacional", disse em conferência de imprensa de antevisão da partida com o Famalicão.

O treinador dos ‘dragões' falou também da série complicada de jogos que se aproxima, garantindo que a equipa está preparada. Ainda assim, frisou que o foco está no jogo com o Famalicão.

"A equipa está focada. Nós tivemos um ciclo terrível em dezembro. O trabalho que a equipa tem em relação àquilo que é tentar ao máximo focar os jogadores em cada momento do treino e do próximo jogo é fundamental. Não se pode pensar em dois jogos. Não se pode fazer uma preparação a médio prazo. É impossível porque não sabemos o que vamos fazer amanhã. Depende muito de castigos, lesões... Vamos tentar gerir este jogo a pensar no próximo? Isso não existe. Vou olhar para a equipa que me pode dar a melhor resposta para se ganhar o jogo e trabalhar sobre este jogo”, disse.

Sérgio Conceição explicou que haverá tempo para preparar o jogo da Taça de Portugal, garantindo que a concentração da equipa está no jogo com o Famalicão.

Sérgio Conceição admitiu ainda que Pepe poderá ser hipótese para o jogo, uma vez que está a recuperar.

"O Pepe está melhor, vamos ver até à hora de jogo se é possível ou não, mas não é a pensar no Benfica certamente. É em função da capacidade física do jogador. Não posso prever a condição física daqui a sete dias", revelou ainda.

O técnico elogiou ainda o trabalho que Corona tem vindo a fazer, mostrando-se muito satisfeito com o seu desempenho.

“O Corona é muito bom rapaz, às vezes até demais. Se me disser que ele é um bocadinho mais egoísta no último terço, acho que sim. Mais assistências não, é um jogador que dá sempre algo ao jogo, tem uma criatividade fora do comum. Se puder acrescentar ainda mais golos, que seja para isso”, referiu.

O técnico acrescentou que Corona tem evoluído na sua consistência e que já não oscila entre o “muito bom, o razoável e o mau”.

Sérgio Conceição recebeu a informação da morte de Alex Apolinário, jogador do Alverca que havia sofrido uma paragem cardiorrespiratória em campo no passado fim de semana, durante a conferência.

"O jogador do Alverca não resistiu. Aproveito para mandar um abraço de condolências à família e amigos da parte do FC Porto. E o meu sentimento... O futebol e a vida têm destas coisas. Um jovem acabar desta forma não é fácil para ninguém e aqui fica o meu abraço para a família e amigos", concluiu.

O FC Porto, em segundo lugar, com 28 pontos, joga esta sexta-feira em casa do Famalicão, que ocupa o 15.º posto, com 11, numa partida relativa à 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.