O FC Porto perdeu, este sábado, por 3-2 na receção ao Vitória de Guimarães, em jogo da terceira jornada da I Liga. A partida ficou marcada pela ausência do VAR, por falhas técnicas, durante 30 minutos, período em que os Dragões marcaram os dois golos, um deles em fora de jogo. André André e Tozé, dois jogadores que já passaram pelo Dragão, empataram para a equipa minhota e Davison consumou a surpreendente reviravolta.

Quanto aos onzes, Sérgio Conceição decidiu não mexer na equipa que venceu no Jamor o Belenenses. Destaque para o regresso de Moussa Marega, porém começou o jogo no banco de suplentes.

O primeiro golo foi marcado aos 37 minutos, num golaço de Yacine Brahimi. O extremo argelino combinou com André Pereira e depois de receber a bola desferiu um remate fulminante.

Aos 43 minutos, num lance de bola parada, Alex Telles bateu, André Pereira saltou mais alto do que os adversários e cabeceou cruzado, com a bola a entrar junto ao poste. Porém, na repetição, o avançado português estava em posição fora de jogo, algo que levou a muita contestação por parte da equipa do Vitória.

Fonte do Conselho de Arbitragem confirmou que houve uma falha de comunicação, o que impossibilitou a comunicação entre o VAR, localizado na Cidade do Futebol, e o Estádio do Dragão, onde Fábio Veríssimo entre os 15 e os 45 minutos.

No segundo tempo, Sérgio Conceição teve dois contratempos com as lesões de Brahimi e Corona, que tinha entrado para substituir o argelino. Os dois jogadores sentiram dores fortes na coxa e pediram substituição.

Aos 60 minutos, o árbitro assinalou uma grande penalidade para o Vitória, por falta de Sérgio Oliveira sobre Ola John. André André converteu com sucesso, com o médio a rematar colocado, fazendo a bola entrar junto à malha lateral, de nada valendo a estirada de Casillas, que quase tocou na bola.

Pouco tempo depois, após cruzamento da esquerda, a bola atravessou a área e sobrou para Tozé, com o médio-ofensivo, descaído sobre a direita, atirou cruzado para o empate.

Aos 87 minutos deu-se o balde de água fria no Estádio do Dragão. Num Lançamento lateral, Welthon amorteceu na área para Davison e este, sem oposição, rematou forte e cruzado para o terceiro golo forasteiro, consumando a reviravolta.

O resultado permaneceu até ao apito final. O FC Porto não aproveitou o empate entre o Sporting e o Benfica no dérbi lisboeta horas antes. Quem pode aproveitar o deslizes dos três grandes é o Feirense, que poderá passar para a liderança em caso de vitória sobre o Boavista.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.