Não foi um ano feliz para o FC Porto, pelo menos no que a troféus diz respeito no futebol. Duas taças perdidas para o Sporting nos penalties, um campeonato que parecia bem encaminhado e que acabou por fugir para o Benfica e uma inesperada (e rara) ausência da fase de grupos da Liga dos Campeões. Ainda assim, os 'dragões' fecham 2019 ainda em quatro frentes, algo de que os dois tradicionais rivais já não se podem gabar.

Vantagem desperdiçada no campeonato

Então campeão nacional em título, o FC Porto entrou em 2019 no topo da classificação da I Liga portuguesa, com quatro pontos de vantagem sobre o Benfica. Uma vantagem que subiu para sete logo no primeiro jogo do ano, graças a um triunfo na Vila das Aves e a uma derrota dos 'encarnados'. No final da primeira volta o avanço sobre as 'águias' era de cinco pontos.

FC Porto, de Conceição, iguala 18 triunfos consecutivos do Benfica, de Jesus
FC Porto, de Conceição, iguala 18 triunfos consecutivos do Benfica, de Jesus
Ver artigo

Aos poucos, porém, esse avanço foi-se esfumando e o Benfica acabou por ultrapassar o FC Porto com um triunfo no Estádio do Dragão, em Março. As duas equipas ainda chegaram a seguir a par na tabela, mas sempre com a turma lisboeta na frente graças ao confronto direto, e o título - que a certa altura muitos pensaram que já não fugiria à turma de Sérgio Conceição - acabou mesmo por seguir para o Estádio da Luz, com o FC Porto a terminar dois pontos do rival, vendo assim esfumar-se o sonho do bicampeonato.

O ano fecha também com os 'azuis-e-brancos' atrás do Benfica, jogadas 14 jornadas da edição 2019/20 da I Liga. Os 'dragões' até ganharam na Luz, mas são segundos, a quatro pontos das 'águias'.

Taças perdidas na 'lotaria' das grandes penalidades

No que toca às Taças, a sorte também não esteve do lado do FC Porto. A Taça da Liga continua a fugir às vitrinas do museu do clube, depois de uma derrota na final da edição 2018/19, em janeiro, ante o Sporting. Depois de afastar o Benfica nas meias-finais, a turma azul-e-branca viu-se batida pelos 'leões' no desempate por pontapés da marca de grande penalidade, como havia sucedido um ano antes, então nas meias-finais. Nova hipótese de redenção está marcada para o início de 2020, com os 'dragões' a carimbarem em dezembro, sem grandes sobressaltos, a passagem a nova 'final four'.

Mas o infortúnio - ou a falta de arte - do FC Porto nos desempates por penalties não se limitou à Taça da Liga e prosseguiu também na Taça de Portugal. Igualmente com o Sporting pela frente, depois de afastar o Braga nas meias-finais, o conjunto portista até se mostrou superior aos 'verdes-e-brancos' quer ao longo dos 90 minutos de jogo, quer no prolongamento, mas só in extremis conseguiu levar a decisão para as grandes penalidades e aí voltou a sair derrotado. E vão nove anos sem que o Porto erga este troféu...embora siga na luta para o erguer em 2020.

Na Europa foi-se a 'Champions', salvou-se a Liga Europa

Nas competições europeias o FC Porto conseguiu ultrapassar de forma estóica, após prolongamento, a Roma nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões 2018/19, mas acabaria depois por cair aos pés do eventual campeão europeu, o Liverpool, nos 'quartos'. Sadio Mané, Mohamed Salah, Roberto Firmino, Virgil van Dijk e companhia, imparáveis, não deram hipóteses e colocaram fim a uma meritória campanha europeia dos 'dragões' em 2018/19.

Vídeo: Vencer a Liga Europa está nos planos de Sérgio Conceição
Vídeo: Vencer a Liga Europa está nos planos de Sérgio Conceição
Ver artigo

As contas da Europa em 2019/20, contudo, não começaram nada bem para o FC Porto. Obrigados a jogar a 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões em virtude do segundo lugar na I Liga portuguesa, os 'azuis-e-brancos' viram-se surpreendentemente afastados pelos russos do Krasnodar ao perderem por 3-2 em casa na segunda mão depois de vencerem por 1-0 na Rússia, na primeira mão. Tratou-se da primeira ausência da fase de grupos desde 2010 e de um duro golpe aos cofres do clube.

Os 'dragões' seguiram, então, para a Liga Europa, onde depois de muito suarem acabaram por vencer o respetivo grupo, tendo agora encontro marcado com o Bayer Leverkusen, nos 16 avos-de-final.

A figura

Entre muitas entradas e saídas no plantel azul-e-branco em 2019, com homens como Felipe, Herrera ou Brahimi, que há muito estavam no clube, a rumarem a outras paragens, um nome permanece de pedra e cal. No FC Porto desde 2016, Alex Telles teve um ano de 2019 notável a título individual.

Totalizou 9 golos e 13 assistências nos 54 jogos de dragão ao peito que realizou no conjunto de todas as competições e afirmou-se como um dos líderes do balneário mesmo nos momentos mais conturbados vividos pelo clube ao longo do ano.

Números do FC Porto em 2019

JOGOS: 58
VITÓRIAS: 40
EMPATES: 10
DERROTAS: 8
GOLOS MARCADOS: 118
GOLOS SOFRIDOS: 44

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.