O Vitória de Guimarães revelou este domingo que vai apresentar queixa à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), alegando que a equipa sub-15 e familiares dos jogadores foram vítimas de racismo e de agressões no jogo com o Boavista.

O clube minhoto alegou, em nota publicada no seu sítio oficial, que Herculano, avançado guineense de 14 anos e autor de dois dos golos com que os vitorianos bateram os 'axadrezados' (4-1), foi alvo de "insultos racistas" durante a partida relativa à quinta jornada da segunda fase do campeonato nacional sub-15, disputada no Porto.

Os vimaranenses afirmaram também que os familiares dos jogadores presentes no Parque Desportivo de Ramalde foram vítimas de "agressões e tentativas de agressão".

O Vitória de Guimarães confirmou que, face ao que ocorreu no jogo de sub-15, vai "emitir uma exposição à FPF para avaliação do sucedido".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.