Os treinadores de Estoril Praia e Arouca enalteceram, esta quinta-feira, a retoma da II Liga de futebol, após seis meses de suspensão por causa da pandemia de covid-19, e expressaram a sua esperança no regresso dos adeptos aos estádios.

Em declarações prestadas na conferência de imprensa após o jogo inaugural da primeira jornada da edição 2020/21 do segundo escalão do futebol português, que terminou com o triunfo do Estoril, por 1-0, o técnico ‘estorilista’, Bruno Pinheiro, destacou que “não é a mesma coisa jogar sem adeptos” e que os clubes estão disponíveis para fazer cumprir quaisquer orientações sanitárias que permitam novamente a presença de público nas bancadas.

“Temos de respeitar as regras e não se pode brincar com a pandemia, mas há estádios que têm condições”, afirmou, sinalizando a campanha lançada pelo clube, sob o lema “Emoção é no estádio”, como um exemplo: “Se a Direção-Geral da Saúde (DGS) entender que se consegue [ter público], o Estoril irá seguir. Quantos mais clubes [se juntarem a esta mensagem], mais forte essa opinião e mais confiança haverá para a DGS”.

Já o Arouca fez ouvir a sua satisfação pelo regresso à competição pela voz do treinador Armando Evangelista, que valorizou o “passo” hoje dado para uma normalização do futebol em tempo de pandemia.

“Estamos a competir, é verdade que com circunstâncias às quais temos de nos adaptar, mas foi um passo. A fase que estamos a passar não é fácil e nem sempre quem toma as decisões agrada a toda a gente, mas temos de nos sentir contentes porque regressámos. Esperemos que não volte a parar e que o público possa voltar o mais rápido possível”, resumiu.

Portugal contabiliza pelo menos 1.852 mortos associados à covid-19 em 62.126 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.