O Varzim, da II Liga portuguesa de futebol, informou, hoje, que já remeteu para a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) os documentos relativos aos pressupostos do 'fair play' financeiro.

"Todos os compromissos encontram-se em dia, tendo sido remetido para o órgão competente da LPFP a devida certificação legal das contas e comprovada a sua receção", esclareceu o Varzim, através de comunicado.

O emblema poveiro explicou os motivos para o nome do clube ter sido englobado, pela LPFP, num lote de cinco sociedades desportivas "notificadas para em 15 dias fazerem demonstração do cumprimento salarial dos meses de setembro a novembro".

"A referida informação de incumprimento terá resultado da impossibilidade daquela certificação ter ocorrido em tempo útil, por força da sua ROC se ter encontrado impossibilitada, por motivos pessoais, sendo certo que tal requisito legal já ocorreu", vincou o clube poveiro.

Além do Varzim, a LPFP notificou, na terça-feira, Belenenses SAD, Vilafranquense, Cova da Piedade e Académica para apresentarem os pressupostos de regularização financeira, nomeadamente o cumprimento salarial, sob pena de serem "instaurados processos disciplinares cuja sanção prevista é a perda de pontos".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.