No Estádio do Varzim, os golos de André, na primeira parte, e de Mário Sérgio, no início da segunda metade, resumiram um desafio que na etapa complementar mais se assemelhou a uma luta inglória num pântano.

Os dois conjuntos até entraram bem jogo e logo nos primeiros cinco minutos criaram situações de perigo. O varzinista Vítor Júnior deixou um primeiro aviso na cobrança de um livre, levando como resposta um remate de Pedro Dionísio.

Apesar do terreno pesado, mas ainda praticável nesta fase, a equipa da casa mostrou melhores argumentos, gizando um futebol pressionante e estruturado, mas acabou por somar o terceiro empate seguido, numa série de cinco jogos sem ganhar.

Disso foi prova o lance de que resultou o primeiro golo do jogo, aos 25 minutos, numa iniciativa de Lelo e Vítor Júnior concluída por André, que surgiu isolado frente ao guardião do Carregado, equipa que não ganha há seis jonadas e vinha de quatro derrotas.

Os visitantes não acusaram o golo, e dois minutos depois criaram a sua melhor oportunidade, com Miguel Rosa a protagonizar um bom remate, defendido, com dificuldade, por Marafona.

O Carregado aproveitou-se então de alguma desconcentração da defensiva da casa, conseguindo chegar ao intervalo com ascendente.

No regresso para o segundo tempo, a equipa da região de Lisboa materializou o crescendo evidenciando e, três minutos após o reatamento, igualou a contenda, com um remate de longe de Mário Sérgio.

Nesta altura, e devido ao dilúvio que marcou a etapa complementar, o relvado poveiro transformou-se num autêntico pântano, tornando praticamente impossível o futebol das duas equipas.

Sem que a bola conseguisse rolar no encharcado relvado, as soluções encontradas foram os lances aéreos e os remates de longa distância.

O Carregado mostrou melhores argumentos nessas premissas, e nos últimos cinco minutos teve três soberanas oportunidades para chegar à vantagem, numa delas com Telmo a salvar o golo em cima da linha de golo.

Um empate final acabava por se ajustar, premiando, sobretudo, o estóico esforço dos jogadores para no segundo tempo manterem em campo algo semelhante a um jogo de futebol.

Jogo no Estádio do Varzim SC, na Póvoa de Varzim.

Varzim - Carregado, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, André, 25 minutos.

1-1, Mário Sérgio, 47.

Equipas:

- Varzim: Marafona, Tiago Lopes, Pedro Santos, Pica, Telmo, André (Rúben Saldanha, 83), Paulo Henrique, Nelsinho, Mendes, Lelo (Bruno Moreira, 46) e Vítor Júnior (Danilo, 69).

(Suplentes: Jefferson, Neto, Bruno Moreira, Campinho, Ruben Saldanha, Danilo e Caetano).

- Carregado: Hugo, Moisão (Sérgio Nunes, 81), Pina, Topê, Ramon(Bacari, 46) , Tomaz, Mário Sérgio, Miguel Rosa (Ganhão, 67), Pedro Dionísio, Mauro e João Pedro.

(Suplentes: Ernesto, Ganhão, Carlos Gomes, Rente, Baixinho, Bacari e Sérgio Nunes).

Árbitro: Hugo Pacheco(Porto).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Pica (57 minutos), Bruno Moreira (64) Mendes(66), Mário Sérgio (75), Telmo 75), Topê (82), Ruben Saldanha (83).

Assistência: cerca de 750 espectadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.