O internacional português de sub-17 João Lameira considerou esta quinta-feira, na antecipação da final do Euro2016, frente à Espanha, no Azerbaijão, que Portugal pratica um futebol atrativo e prometeu compromisso máximo para o duelo ibérico.

“A Espanha é uma equipa com uma identidade muito própria. Eles trocam bem a bola e não lhes podemos entregar o controlo do jogo. E não chegaram à final por acaso, deram a volta ao resultado, ganharam à Alemanha e ainda falharam um penálti”, referiu João lameira, em declarações ao sítio da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Assegurada a sétima presença de Portugal numa final de um campeonato europeu nos escalões de sub-16 e sub-17, com a vitória nas meias-finais frente à Holanda (2-0), João Lameira considera que se vão defrontar as duas melhores equipas da Europa pelo que o contexto vai ser sempre muito competitivo.

“É claro que estamos satisfeitos com a nossa prestação mas as vitórias passadas não interessam muito no futebol. Este jogo começa sempre 0-0 e nós temos de recomeçar igualmente do zero. Já só estamos interessados em preparar-nos para a final”, explicou o médio, depois de mais um treino em Baku.

O trajeto excecional da equipa portuguesa, culminado com a qualificação só com vitórias para a final de sábado frente à Espanha, não faz o jovem médio internacional desde os sub-15 embandeirar em arco.

João Lameira demonstrou conhecer as fraquezas e forças do adversário de Portugal na final do Euro2016 e o contexto de disputar o jogo decisivo para a atribuição do troféu.

“Jogar uma final tem um contexto emocionalmente mais pesado. Parece que até demora mais a chegar o encontro. A grande vantagem é que também temos muito bom ambiente entre nós e isso ajuda-nos a estar tranquilos. Estamos há quase um mês fora de casa e temos mantido sempre um grande espírito”, frisou.

Ainda de acordo com João Lameira, Portugal “é uma seleção forte na troca de bola, na reação à perda, no duelo individual e na eficácia” e “pratica um futebol atrativo”.

“É por isso que já marcámos 14 golos e não sofremos nenhum. Não queria ser nosso adversário, somos fortes em todos os aspetos do jogo. E temos uma enorme determinação, nunca damos folga ao oponente”, sintetizou.

Portugal e Espanha vão defrontar-se no sábado, às 17h00 (horas de Lisboa) no Estádio 8km, em Baku, num encontro que vai ser arbitrado pelo checo Petr Ardeleanu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.