A seleção portuguesa de futebol recebe hoje a congénere da Rússia, em jogo do grupo F europeu de qualificação para o Mundial de 2014, de importância capital para manter a «equipa das quinas» na corrida à fase final.

Portugal ocupa o terceiro lugar, em igualdade com Israel, ambos com menos um ponto do que a Rússia, que ainda tem menos dois encontros disputados, o que coloca a seleção lusa na obrigação de vencer o embate de hoje no Estádio da Luz, em Lisboa, com início às 20h45 e arbitragem do esloveno Damir Skomina.

A Rússia perdeu todos os três jogos que disputou em solo português, um dos quais na fase final do Euro2004, por 2-0, e o último a saldar-se mesmo por uma goleada histórica (7-1), mas a seleção orientada pelo treinador italiano Fabio Capello conta por vitórias as quatro partidas disputadas no grupo F e ainda não sofreu qualquer golo.

O selecionador português, Paulo Bento, dificilmente apresentará um "onze" com qualquer surpresa, à exceção do substituto do central Pepe, habitual líder da defesa nacional, que está suspenso e deverá ver o seu lugar ocupado por Luís Neto ou Ricardo Costa.

O guarda-redes Rui Patrício deverá ser o titular da baliza e a defesa constituída também por João Pereira, Bruno Alves e Fábio Coentrão. Raul Meireles, Miguel Veloso e João Moutinho preencherão o meio campo e as despesas atacantes ficarão a cargo de Cristiano Ronaldo, Nani e Hélder Postiga, melhor marcador luso na qualificação, com quatro golos.

Portugal, que ganhou apenas três dos seis jogos que disputou na fase de qualificação para o Mundial de 2014, cuja fase final se vai realizar no Brasil, está impedido de desperdiçar mais pontos, pois mesmo a vice-liderança está ameaçada pelo desempenho de Israel e o pior segundo classificado não terá sequer acesso ao "play-off" de apuramento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.