Cristiano Ronaldo foi apresentado oficialmente como jogador da Juventus esta segunda-feira em Turim. A apresentação teve lugar no Estádio Allianz, em Turim, e decorreu à porta fechada.

Questionado sobre a razão pela qual escolheu a Juventus, Cristiano não hesitou em dizer que "foi fácil, foi uma decisão fácil. Como disse muitas vezes é uma das melhores equipas do mundo. Sempre disse que era um clube no qual gostaria de jogar. Foi uma decisão fácil, pela dimensão do clube, e foi um passo importante na minha carreira. É o melhor clube italiano, habitado a ganhar, com um grande treinador, grandes jogadores e um grande presidente".

"A minha etapa no futebol começou muito jovem, sempre gostei de desafios e foi isso que tem acontecido na minha carreira, tem sido uma carreira de sonho a nível coletivo e individual. É mais um desafio e estou muito preparado, estou tranquilo e confiante que as coisas vão correr bem", acrescentou Ronaldo.

Os prémios

O internacional português falou sobre o desejo da Juventus de ganhar a Liga dos Campeões, e alertou que não deve ser uma obsessão mas apenas um objetivo. "A Liga dos Campeões é uma competição que todos os clubes querem ganhar. Não é uma obsessão porque tudo o que é uma obsessão é mau mas vamos lutar por todos os títulos. A Champions é uma competição muito difícil de ganhar mas vou fazer tudo o que conseguir para ajudar. Espero trazer sorte a esta equipa mas temos de deixar as coisas fluir de uma maneira natural".

Na final da Liga dos Campeões, depois do Real Madrid ter ganho o troféu, Cristiano Ronaldo disse em entrevista que tinha sido "bonito" jogar pelos merengues. Na altura, especulou-se que o jogador estaria de saída, mas Ronaldo esclareceu que ainda não existiam negociações. "Na noite da final das Champions não me passava pela cabeça jogar num clube desta dimensão. Agradeço pela aposta porque assim posso mostrar que a idade não é um fator que pesa. Estar neste patamar é uma motivação para mim. Há jogadores da minha idade que já estão acabados e isto mostra que eu estou bem".

Ainda em matéria de prémios, Cristiano Ronaldo foi abordado sobre a Bola de Ouro mas garantiu que "não é uma obsessão. Poderei ter uma oportunidade de conquistá-la aqui na Juventus, mas vamos ver como corre. Só Deus é que sabe".

O 'adeus' ao Real Madrid

Quantos à despedida do Real Madrid, Cristiano explicou que precisava de um novo desafio. "Não acredito que [os adeptos dos merengues] estejam a chorar, como disse antes foi uma história brilhante no Real Madrid, foi um clube que me ajudou muito mas agora estou numa nova etapa da minha vida e estou muito feliz por poder demonstrar aos italianos o jogador que sou. Não tenho de mostrar nada a ninguém porque os números não enganam. Sou uma pessoa que gosta de desafios e quero fazer história aqui na Juventus", acrescentando que "não falei com ele [Zidane]. Quando o encontrar espero ganhar-lhe".

"Não tenho rivalidades contra jogadores. Vamos tentar todas as equipas contra quem jogarmos. Foi um desafio bonito com o Messi, mas eu não o via como uma rivalidade. Cada um defendia as suas cores", afirmou ainda Cristiano Ronaldo.

O jogador português revelou ainda que o primeiro jogo que fará com a camisola da Vecchia Signora será no dia 12 de agosto, o que significa que não entrará em campo frente ao Real Madrid, no próximo dia 4.

A seleção e o Sporting

Ronaldo falou ainda sobre a seleção portuguesa e garantiu :"Não estou triste. Venho para um desafio grande, para um clube grande. Há jogadores da minha idade que vão para outros países, para a China ou para o Qatar, para finalizar a carreira. Eu não, eu venho para este clube para renascer. Sempre darei o meu melhor pelo meu pais, nunca vou virar as costas ao meu país".

Sporting foi outro dos assuntos a surgir na conferência de imprensa de apresentação do jogador madeirense. Quanto a uma hipótese de voltar ao emblema leonino, depois de terminado o contrato com a Juventus, Ronaldo - que na altura terá 37 anos - não deixou certezas. "Isso era sinal que eu estava bem fisicamente. O Sporting é uma equipa pela qual tenho muito carinho. Mas, agora quero triunfar na Juventus. Não vim para Turim para tirar férias. Vou estar preparado e tenho a certeza de que as coisas vão correr bem. A Juventus deu-me uma grande oportunidade por valorizar-me e ao meu futebol Não é um passo atrás, mas um passo à frente na minha carreira. Sinto-me muito honrado por terem apostado em mim", garantiu.

Cristiano Ronaldo, pelo qual a Juventus pagou 100 milhões de euros ao Real Madrid, assinou um contrato de quatro anos, pelo qual deve arrecadar cerca de 31 milhões de euros líquidos por temporada.

De acordo com a imprensa italiana, Ronaldo deve juntar-se depois à equipa no final de julho depois do regresso de uma tournée nos Estados Unidos.

O capitão da seleção portuguesa deixou o Real Madrid após nove temporadas, durante as quais conquistou 16 troféus, incluindo quatro Ligas dos Campeões, e se tornou o melhor marcador da história do clube espanhol, com 451 golos em 438 jogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.