Maria Sole Ferrieri Caputi vai ser a primeira mulher a arbitrar Liga italiana de futebol, depois de ser sido promovida ao mais alto escalão do corpo de arbitragem transalpino, foi hoje anunciado pela associação de árbitros.

"É um sonho realizado, um momento histórico, Maria Sole foi promovida porque merece", regozijou-se o presidente da Associação Italiana de Árbitros (AIA), Alfredo Trentalange, após revelar a lista dos ‘juízes’ para a temporada 2022/23.

Na época finda, Ferrieri Caputi já tinha dirigido encontros da Série C (3ª divisão), além de uma partida da Taça de Itália entre Cagliari e Cittadella.

A ‘juíza’ de 32 anos agora faz parte do comité nacional de árbitros, facto que lhe permite dirigir partidas da primeira divisão.

As árbitras estão cada vez mais integradas nos jogos de futebol masculino e em maio a FIFA reforçou essa tendência ao anunciar que seis mulheres foram convocadas para o Mundial2022 do Qatar, entre 21 de novembro e 18 de dezembro, incluindo a francesa Stéphanie Frappart, a primeira a apitar uma partida da Ligue 1, em 2019.

Este anúncio surge num dia histórico para o futebol feminino transalpino, que hoje se tornou oficialmente profissional.

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) anunciou no final de abril a profissionalização para a próxima temporada do campeonato nacional italiano feminino (Serie A), que viu os primeiros contratos registados em nome de Daniela Sabatino (Fiorentina) e Sofia Cantore (Juventus).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.