Os tentos de Bruno Amaro e de Jorge Gonçalves, aos 34 e 68 minutos, foram suficientes para os sadinos cumprirem a tradição e somarem na Figueira da Foz a oitava vitória em 10 jogos, de nada servindo aos figueirenses, atualmente na Liga de Honra, o golo de Michel Simplício, aos 86.

Apesar da diferença de quadro competitivo entre as duas equipas, dentro das quatro linhas essa diferença não foi evidenciada, já que os figueirenses dividiram o jogo com a turma sadina, tendo os últimos minutos da partida sido disputados com alguma emoção, já que a Naval, após ter reduzido a diferença, submeteu os sadinos a grande pressão.

Na passagem do minuto 34, o Vitória de Setúbal chegou à vantagem. Nas imediações da área figueirense, os sadinos beneficiaram de um livre, tendo Bruno Amaro colocado a sua equipa a vencer.

Na etapa complementar, a Naval tentou pressionar a formação sadina em busca da igualdade, mas foram os de Setúbal a chegar novamente ao golo.

Ao minuto 68, Peter desceu ao meio campo da Naval, evitou Carlitos e cruzou de primeira ao segundo poste, onde surgiu Jorge Gonçalves a cabecear para o segundo golo sadino.

Sem nada a perder, os figueirenses lançaram-se deliberadamente no ataque, reduzindo a diferença aos 86, por Michel Simplício.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.