O treinador da Académica, Jorge Costa, afirmou hoje que a sua equipa pretende honrar o historial que tem na Taça de Portugal em futebol e ir o mais longe possível na prova, vencendo domingo o Cesarense, da II Divisão.
“É uma prova de prestígio e falo por experiência própria, pois já vivi muitas alegrias nesta competição. Há um factor determinante, que é a sorte no sorteio. Vamos ver se nos ajuda e nos permite ir longe”, afirmou o técnico da “Briosa”, em antevisão ao jogo com o Cesarense.
Sobre o adversário, disse: "O Cesarense é uma equipa bem organizada que joga bem e que tem muita juventude. Temos que ter humildade para vencer dentro do campo, uma vez que cá fora somos favoritos. Não vai ser um jogo fácil, mas temos de fazer a nossa obrigação, que é sermos profissionais".
Dando como exemplo o último jogo com o Arouca, no qual a Académica esteve a ganhar por 2-0 até 15 minutos do fim e deixou-se empatar 2-2, o timoneiro dos “estudantes” voltou a apelar ao profissionalismo dos seus jogadores para evitar surpresas desagradáveis.
No boletim médico apenas consta o avançado Sissoko com traumatismo no joelho esquerdo, embora hoje não tenha treinado o médio Júnior Paraíba, também devido a um traumatismo, enquanto Nuno Coelho e Sougou saíram mais cedo devido a algumas queixas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.