Hannah Mouncey é transsexual e é jogadora australiana de andebol. Quando saiu a convocatória da sua seleção para o Mundial de andebol no Japão, Hannah quis saber qual a razão para não ter sido chamada e descobriu algo que a chocou: as colegas não a queriam no balneário.

A história é contada pelo 'El País' que explica que Hannah Mouncey, antes Callum com 1,90 metros e 100 kg, jogou pela seleção masculina de andebol durante seis anos e teve bastante sucesso. Aos 24 anos decidiu iniciar o processo de mudança de sexo e agora, aos 30, tentou a sua sorte na seleção feminina.

No entanto, as colegas de seleção não aprovaram a inclusão de Hannah. "Nunca me senti parte do grupo. Conversei com a treinadora muitas vezes e ela dizia-me que era a melhor pivot da equipa", contou a andebolista, revelando de seguida que passou "em todos os testes físicos", mas "meia dúzia de jogadoras reclamaram que não queriam que eu usasse os mesmos balneários que elas".

"Em agosto, houve um jogo amigável e eu concordei com a treinadora em ficar fora da equipa porque estávamos preocupadas que as outras seleções pudessem protestar e complicar-nos o apuramento para o Mundial. Mas até àquela altura, eu fazia parte de todas as convocatórias", revelou Hannah - que é apontada por vários comentadores como a razão para a Austrália estar no Mundial, visto que apontou 23 golos e seis jogos na fase de apuramento.

"A razão oficial que deram para a minha exclusão foi uma suposta má forma física, mas a própria treinadora reconheceu que esse não era o motivo real", lamentou Hannah.

O caso levou a Federação Australiana de Andebol a reagir, negando a história da jogadora. "Existe um comité de seleção e posso confirmar, como presidente desse órgão, que essa alegada questão dos chuveiros não fez parte das discussões", garantiu o secretário-geral do organismo.

"Escrevi um email à Hannah quando vi um tweet dela depois de a lista de jogadoras convocadas para o Mundial ter sido conhecida, mas ela não me respondeu. Ela podia ter feito uma reclamação e não o fez, acrescentou.

Questionada com as declarações da Federação, Hannah levantou outra questão: "Para quê? Quem quer fazer parte de uma equipa que não te aceita como és?".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.