A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) anunciou hoje que decidiu manter as classificações dos Nacionais de 10.000 metros, nomeadamente a vitória de Salomé Rocha, ainda que não validando algumas das marcas obtidas na pista.

Em causa, nas provas realizadas em 21 de dezembro na Pista Municipal da Maia, estava a alegada utilização de calçado não homologado pela World Athletics para provas em pista, situação que foi reconhecida pela atleta e pelo seu técnico.

A FPA decidiu-se então por remeter a questão para o seu Conselho de Arbitragem e é com base no parecer deste, bem como na apreciação da própria World Athletics, que a direção federativa decidiu que "deve ser mantida a classificação final conforme resultados divulgados, sendo retirado o tempo creditado".

Assim sendo, a sportinguista - que já tem mínimos olímpicos, mas na maratona - sagra-se pela terceira vez campeã nacional da distância, igualando o registo de Fernanda Ribeiro e Dulce Félix. A marca feita, 32.49,93 minutos, fica sem efeito.

A mesma situação de calçado irregular aconteceu no setor masculino, mas sem consequências a nível de pódio. Os atletas que ficam sem marca, entre os mais bem classificados, são Hermano Ferreira (6.º) e Fábio Oliveira (7.º).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.