A ciclista portuguesa Maria Martins foi hoje sexta classificada na prova de fundo de estrada dos Europeus de Munique, na Alemanha, num final de corrida discutido ao 'sprint'.

Integrada ao longo da corrida no grupo das primeiras e sempre atenta às movimentações da equipa neerlandesa, a principal favorita, Maria Martins, já autora de um quarto lugar no scratch do ciclismo de pista, discutiu o 'sprint' final, que lhe deu o sexto lugar com o mesmo tempo da vencedora, a neerlandesa Lorena Wiebes, em 2:59.20 horas.

As italianas Elisa Bálsamo, campeã do mundo, e Rachele Barbieri foram as medalhas de prata e de bronze, respetivamente.

Este é o melhor resultado de um português na prova de fundo de um Europeu de ciclismo, repetindo o sexto posto de Rui Costa em 2016.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até domingo e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

Portugal soma sete medalhas, designadamente três de ouro, através de Pedro Pablo Pichardo, no triplo salto, de Iúri Leitão, no scratch do ciclismo de pista, e de Kevin Santos (K1 200), uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso, e uma de prata (K1 1000) e uma de bronze (K1 500) do canoísta Fernando Pimenta.

Na paracanoagem, Norberto Mourão garantiu o bronze na classe VL2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.