A equipa feminina do Algés e Dafundo aproveitou hoje a estafeta de 4x50 metros estilos para pulverizar dois recordes seniores absolutos, os únicos alcançados na segunda jornada dos Campeonatos Nacionais em piscina curta, em Felgueiras.

O quarteto formado por Rafaela Azevedo, Raquel Pereira, Lia Lima e Rita Frischknecht cumpriu a distância em 1.53,11 minutos, superando a marca de 1.53,38 que pertencia ao FC Porto desde 08 de dezembro de 2012.

Durante a primeira prova feminina da sessão diária de finais, Rafaela Azevedo fixou ainda um novo máximo na passagem aos 50 metros costas, nadando em 27,45 segundos, face aos 27,68 que tinha alcançado em 13 de dezembro, na Taça de Lausana, na Suíça.

"Teria mais oportunidades para bater o recorde na final, mas entendemos que estaria mais fresquinha no primeiro percurso da estafeta e apostamos aí. Felizmente consegui bater a marca nos 50 costas e ajudar o Algés a superar os 4x50 estilos, objetivo que também ambicionávamos", enalteceu Rafaela Azevedo.

À entrada para o último dia de provas, já foram renovados quatro máximos seniores absolutos, incluindo o desempenho de José Lopes, nos 800 livres, e Ana Rodrigues, nos 100 livres, que abrilhantaram a jornada inaugural do evento, na sexta-feira.

Na vertente masculina, Alexis Santos, do Sporting, igualou o recorde absoluto na final dos 50 metros costas, repetindo os 23,69 segundos que estavam na posse de Gabriel Lopes desde 13 de dezembro de 2018, quando representou Portugal nos Mundiais em piscina curta decorridos na cidade chinesa de Hangzhou.

"Não me preparo muito para esta prova. O meu foco são os 100 e 200 estilos, mas estou satisfeito por ter feito 23,69. É mais um recorde no meu currículo, a juntar aos 100 estilos em 25 metros, tal como aos 200 e 400 estilos em piscina de 50 metros", reconheceu o nadador integrado no projeto olímpico Tóquio2020.

Nesse lote surge Diana Durães, do Benfica, que voltou a arrecadar mínimos para os Mundiais em piscina curta, agendados para Abu Dhabi, em dezembro do próximo ano, ao vencer os 400 livres com 4.06,62 minutos, a dois segundos da melhor marca pessoal.

A companheira Victoria Kaminskaya, que alinhou este mês pela seleção lusa nos Europeus em piscina curta na cidade escocesa de Glasgow, também alcançou mínimos para os Emirados Árabes Unidos, após triunfar nos 200 bruços em 2.23,28 minutos.

Na natação adaptada, Susana Veiga (Colégio Vasco da Gama) registou dupla façanha no quadro feminino, ao superar os próprios recordes dos 50 livres, com 29,27 segundos, e dos 400 livres, com 4.56,55 minutos.

Gino Caetano (Galitos/Bresimar), também na classe S9, melhorou a sua marca nacional dos 50 livres masculinos para 25,62 segundos, enquanto Tiago Neves (Belenenses), em S15, baixou o recorde dos 100 metros mariposa, que já lhe pertencia, até aos 58,67.

No escalão júnior, a estafeta sportinguista composta por Ruy Domingos, Francisco Nunes, Salvador Gordo e Eduardo Fernandes cumpriu os 4x50 estilos em 1.44,33 minutos, destronando a marca que pertencia ao FC Porto, com 1.44,80, desde 2013.

Camila Rebelo (Louzan), nos juniores 17, melhorou por duas vezes consecutivas o seu máximo nos 50 metros costas, ao nadar a final em 28,22 segundos, depois de ter completado a distância em 28,32 nas eliminatórias.

Mariana Cunha (Colégio Efanor), em juniores 16, quebrou o recorde nacional dos 100 mariposa que durava há dez anos, gastando 1.01,05 minutos contra os 1.01,56 percorridos por Filipa Tiago, do Sporting, em Santo António dos Cavaleiros.

Os Campeonatos Nacionais de juniores e seniores em piscina curta, a mais importante competição da temporada de inverno, realizam-se até domingo, nas Piscinas Municipais de Felgueiras, reunindo 443 nadadores de 86 clubes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.