O tenista português João Sousa lamentou hoje ter desperdiçado as oportunidades que teve frente ao belga David Goffin, na derrota por 1-6, 7-5 e 6-2 nos quartos de final do torneio de Tóquio.

“Obviamente, estou triste por ter perdido. No primeiro ‘set’, entrei bem, com muito boa intensidade. Ele, se calhar, não entrou tão bem no encontro e a verdade é que a minha intensidade estava a ser superior à dele, joguei pontos muito bons. Foi um primeiro ‘set’ de sentido único para mim”, analisou o número um nacional em declarações à sua assessoria de imprensa.

De acordo com o 34.º jogador mundial, no segundo ‘set’, Goffin, 14.º do ‘ranking’ e quinto cabeça de série do torneio japonês, começou a jogar melhor e equilibrou o encontro dos quartos de final.

“Consegui recuperar de um ‘break’ de desvantagem e depois tive algumas situações em que poderia ter vencido o encontro. Por duas vezes estive 0-30, não consegui aproveitar. No terceiro set, ele subiu ainda mais o nível e eu não consegui acompanhá-lo tenística e psicologicamente”, reconheceu Sousa.

Esta foi a segunda presença do português nos quartos de final de um torneio ATP500, depois de ter caído nesta fase no Rio de Janeiro, em 2014.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.