Numa noite histórica para o futebol português, com três equipas lusas nas meias-finais de uma competição europeia, o Benfica tinha a tradição do seu lado, mas igualmente a pressão de arrancar uma vitória e uma exibição convincente.

O duplo desaire recente com o FC Porto afectou a confiança da equipa e a necessidade de uma vitória e exibição convincente era enorme. Pela frente, o Braga de Domingos Paciência, a fazer gala do seu pragmatismo e eficácia numa campanha europeia memorável.

Os encarnados entraram dominadores desde o primeiro minuto e Saviola podia ter chegado cedo ao golo, que nunca conseguiu, apesar das várias tentativas. Gritou-se mesmo golo aos 10', mas Cardozo viu o seu remate ser anulado por fora-de-jogo.

O paraguaio não tinha muita bola, mas foi o mais perigoso na formação de Jorge Jesus, estando perto de ser feliz aos 22' e 43', mas a mira não estava ainda afinada.

Por sua vez, os 'Guerreiros do Minho' limitavam-se, praticamente, a resistir e a tentar adiar a festa dos cerca de 58 mil espectadores presentes no estádio da Luz. Com Leandro Salino, Vandinho e Hugo Viana no meio-campo, os bracarenses fecharam ao máximo os espaços, cedendo a iniciativa aos encarnados e esperando pelo momento certo para o contra-ataque.

No segundo tempo, o Braga avisou cedo através de Lima, mas Roberto revelou-se atento. Igualmente atento estava Jardel, aos 50', que subiu à área adversária para fazer o 1-0, numa recarga a remate de Cardozo.

Ainda se fazia a festa entre os adeptos do Benfica e logo o Braga fazia o empate, com Vandinho a desviar um livre de Hugo Viana, aproveitando o imenso espaço dado pela defesa encarnada e surpreendendo Roberto.

O Benfica não se deixou abater pelo balde de água fria e carregou sobre o Braga, chegando ao 2-1, num livre exemplarmente marcado por Cardozo.

Os encarnados intensificaram a pressão, mas começaram a criar cada vez menos perigo e nem as entradas de Gaitán e Jara conseguiram mudar o rumo da partida. O Braga procurou mais o contra-ataque e chegou a assustar, mas o 2-1 resistiu até final. Um resultado que deixa tudo em aberto para o jogo da segunda-mão. E a batalha pela final continua agora no Minho, dentro de uma semana…

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.