A máquina ‘tiki-taka’ catalã não deixava antever surpresas na recepção aos ucranianos do Shakhtar Donetsk e começou cedo a caminhar a passos largos para as ‘meias’ da prova e para reaver o título ‘roubado’ o ano passado pelo Inter de Mourinho. Aos dois minutos de jogo, Andrés Iniesta já fazia estragos em Camp Nou e abria o activo.

Dani Alves, aos 33’, a passe de Iniesta, dilatou para 2-0 a contagem, deixando no ar a ideia de que as ‘balas’ ainda não tinham acabado.

Ao abrir da segunda parte, o golo surgiu do central Piqué, que aos 53' faria o 3-0.

O Shakhtar tentava de todas as formas chegar ao golo, nunca se acomodando ao ‘poderio’ catalão e conseguiria chegar ao 3-1, num golo de Rakitskiy, que aproveitou da melhor forma um livre directo batido por Srna. De pouco valeu, já que Keita marcou na jogada seguinte, depois de uma boa jogada de Messi. Os ucranianos podiam ter reduzido para 4-2, ao minuto 82, com Luiz Adriano a atirar ao poste de Valdez.

Como quem não marca sofre, Xavi foi o autor da mão cheia de golos. Boa jogada de Dani Alves, já dentro da grande área, a ver Xavi sozinho frente ao guardião, para o 5-1.

Apenas em 2008/09, ainda na fase de grupos da competição, os ucranianos que defrontaram esta época o Sporting de Braga, conseguiram vencer em Camp Nou (3-2). Em oito encontros, o Barça venceu cinco vezes, perdeu duas e empatou uma.

Com este resultado, os catalães vão passear a Donetsk e o grande duelo Real Madrid-Barcelona é cada vez mais certo, já que os merengues venceram na quarta-feira o Tottenham, no Santiago Bernabéu, por 4-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.