O recém consagrado campeão europeu de futebol Bayern de Munique teve hoje uma receção moderada e sem a presença de adeptos na chegada à Baviera, um efeito preventivo face à pandemia de covid-19.

Um dia depois de terem vencido o Paris Saint-Germain (1-0), na final da Liga dos Campeões, em Lisboa, os bávaros não tiveram a receção que certamente desejariam num momento destes, o que encontra justificação na realidade que o mundo atravessa.

O Bayern tinha, inclusive, pedido aos adeptos para não se deslocarem ao aeroporto de Munique e, assim, evitarem o risco de transmissão do novo coronavírus.

Sem adeptos, foi o líder do governo federal da Baviera, Markus Soder, que recebeu os novos campeões europeus em plena pista do aeroporto de Munique.

"Esta é uma das equipas mais impressionantes que o Bayern já teve. Toda a Baviera está orgulhosa de vós", disse Soder, confesso adepto do clube de Munique.

No domingo, o Bayern de Munique conquistou a Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Paris Saint-Germain por 1-0, graças a um golo do francês Kingsley Coman, no Estádio da Luz, em Lisboa, onde decorreu a inédita ‘final a oito' da competição.

Este foi o terceiro troféu que o Bayern conquistou esta temporada, juntando-o ao oitavo título consecutivo de campeão germânico e à Taça da Alemanha.

O Bayern de Munique conquistou pela sexta vez a principal competição europeia de clubes, depois dos triunfos alcançados em 1974, 1975, 1976, 2001 e 2013, e igualou o número de troféus do Liverpool, precisamente o antecessor.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.