Depois de empatar com o Manchester City, o FC Porto recorreu à newsletter Dragões Diário para deixar duras críticas aos citizens e à equipa de arbitragem do encontro, além de se referir a Bernardo Silva como um jogador "conhecido internacionalmente por ter sido condenado por racismo".

Joleon Lescott, antigo jogador do Manchester City, não gostou das críticas do FC Porto ao emblema de Manchester e recorreu às redes sociais para responder aos dragões, recordando um episódio que envolveu Balotelli em 2012.

"É estranho ler o comunicado do Porto. O jogo de ontem pareceu confortável do ponto de vista do Manchester City. O facto de Marchesin ter sido o homem do jogo sugere exatamente isso. A parte chata é a alegação de racismo. Nenhum racismo deve ser ignorado e tentar defletir não vai funcionar. Obviamente, há um caso de memória seletiva aqui. Tenho a certeza de que a multa da UEFA por terem atacado constantemente o Mario [Balotelli] no jogo de 2012 é apenas uma memória", escreveu Jolen Lescott.

Recorde-se que a 16 de fevereiro de 2012, durante o FC Porto - Manchester City, para os 16-avos de final da Liga Europa, os adeptos dos 'dragões' terão insultado Balotelli e Yaya Toure com "imitações de macacos", insultos negados pelos responsáveis dos 'azuis-e-brancos'. A UEFA abriu um processo disciplinar e o FC Porto acabou por ser punido com uma multa de 20 mil euros. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.