A edição imprensa do jornal francês 'L'Equipe', publicada este sábado, revela os detalhes do contrato que Lionel Messi e o PSG estão prestes a assinar, depois de o avançado internacional argentino ter deixado o Barcelona.

Recorde-se que o atual técnico do PSG, Maurício Pochettino, confirmou a possibilidade de vir a treinar o seu conterrâneo, em declaração prestadas à margem de uma conferência de imprensa.

Na reunião do próximo domingo entre ambas partes, a direção do PSG colocará em cima da mesa um contrato válido para três épocas - sendo que a última é opcional - no qual o jogador passaria a auferir 40 milhões de euros por ano.

Trata-se de um valor elevado e que faria de Messi o jogador mais bem pago do plantel, acima de Neymar. Porém, a quantia apresentada é bastante inferior ao proposto pelo clube parisiense no verão passado.

Mesmo assim, um valor superior ao que Lionel Messi iria receber em Barcelona - 35 milhões de euros - se o acordo não tivesse caído devido à impossibilidade financeira por parte do clube catalão.

Galeria: Saída de Messi do Barcelona causou terramoto no mundo do futebol e explodiram os memes
Galeria: Saída de Messi do Barcelona causou terramoto no mundo do futebol e explodiram os memes
Ver artigo

De acordo com a estação 'Sky Sports' e o jornal 'The Guardian', o brasileiro Neymar foi determinante para convencer Messi a mudar-se para Paris. Amigos desde a época que atuaram no Barcelona, estiveram juntos de férias recentemente, algo que fez aumentar as especulações.

Prémio de assinatura

Já o 'Mundo Deportivo' refere, também este sábado, que o referido contrato conta com um prémio de assinatura com um valor chorudo. Basta Messi assinar o papel e a sua conta bancária aumentará imediatamente 30 milhões de euros. Somando valores, são 110 milhões em apenas dois anos.

Possibilidade Itália

Apesar do contrato com o PSG estar bastante adiantado, o também jornal espanhol 'Sport' revela que o Inter de Milão poderá entrar em ação com uma proposta formal. No entanto, tudo depende de um eventual saída de Romelu Lukaku, uma vez que deixa uma folga salarial para contratar Messi, de 34 anos.

Lionel Messi deixou o Barcelona depois de mais de 20 anos, com 672 golos, 778 jogos e 34 títulos na equipa principal, depois de um anúncio oficial por parte do clube espanhol.

FOTOS: A carreira de Lionel Messi no Barcelona em imagens

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.