O primeiro grande teste do novo Boavista está marcado para às 21h00 deste sábado, frente ao rival FC Porto, embora seja um pouco  injusto falar em grande teste. O Boavista é uma equipa em construção, com novo treinador, novos jogadores e novos objetivos, após a entrada do empresário hispano-luxemburguês Gérard Lopez, que acordou com a direção de Vítor Murta a compra da maioria do capital social da SAD.

Os axadrezados estão a receber muitos craques, alguns deles já com passagens por Portugal, outros que brilhavam noutras paragens. A ideia é colocar o Boavista na rota dos títulos como aconteceu no passado do clube. Esta segunda-feira chegou o extremo Alberth Elis internacional pelas Honduras, ele que jogava no Houston Dynamo. Elis é o 15.º reforço do Boavista esta época, onde se destacam Javi Garcia, ex-Benfica, Zenit e Manchester City, Adil Rami, antigo campeão do Mundo pela França.

Boavista: O renascer da pantera com vista para a Europa
Boavista: O renascer da pantera com vista para a Europa
Ver artigo

Depois do empate 3-3 fora de casa com o Nacional da Madeira, a equipa quererá mostrar serviços frente ao campeão nacional, formação que arrancou a defesa do título com uma vitória por 3-1 sobre o SC Braga.

Este também é um FC Porto diferente, apesar de ter mantido a estrutura técnica. A frente de ataque é nova, após as saídas de Fábio Silva e Tiquinho Soares, que deverão ser seguidos por Aboubakar e Zé Luís, jogadores que deverão rumar à Turquia. No Dragão agora há Taremi e Evanilson e ainda Toni Martinez, avançado do Famalicão que deverá ser apresentado no FC Porto nos próximos dias.

Este ano Sérgio Conceição quer dar nuances novas à equipa. Frente ao SC Braga entrou com Danilo, Sérgio Oliveira e Uribe ao mesmo tempo no meio-campo, com Marega sozinho na frente, apoiado por Corona e Otávio. O objetivo, garante, é ter os médios a aparecerem em zonas de finalização.

Alex Telles resolveu à 'bomba' na época passada

Desde 2008 que o FC Porto não deixa fugir pontos no Bessa (0-0), mas o terreno do Boavista tem criado muitas dificuldades à equipa de Sérgio Conceição nas duas últimas temporadas, com dois triunfos ‘suados’ por 1-0, um deles com o tento da vitória a aparecer aos 90+5 minutos há duas temporadas, marcado por Hernâni.

Na época passada, o FC Porto sentiu inúmeras dificuldades e apenas venceu por 1-0, golo de Alex Telles nos minutos iniciais do jogo.

Histórico favorável ao FC Porto

No histórico de confrontos no Bessa para a Primeira Liga domina o FC Porto. São 32 vitórias, 10 empates e apenas 15 derrotas no terreno do rival da Cidade do Porto. Nesses 57 jogos em casa do Boavista para a Primeira Liga, o FC Porto marcou 103 golos e sofreu 55.

A última vitória do Boavista no seu terreno frente ao FC Porto data de 28 de abril de 2007, na época 2006/2007. Os axadrezados venceram por 2-1, golos de Ricardo Silva e Zé Manuel (Lucho fez o tento dos 'dragões).

 Temos uma convicção muito grande de que o Porto vai ter dificuldades contra nós

Nos últimos sete jogos em casa frente ao FC Porto, o Boavista perdeu seis e empatou um. Destaque para a goleada sofrida em 2015/16, por 5-0.

O primeiro encontro entre estas duas formações nortenhas para a divisão maior do futebol português, em casa dos axadrezados, data de 23 de abril de 1936. O FC Porto venceu por 3-0.

O que dizem os treinadores

Que o FC Porto ia sentir dificuldades, era notório, ou não se tratasse de um dérbi. E mais dificuldades terá com este novo Boavista, renovado, com jogadores de grande valor, que promete ser a sensação desta I Liga. Na antevisão do encontro, Vasco Seabra, prometeu um Boavista que vai "procurar ter bola o mais tempo o possível, com vontade de olhar para a baliza do adversário e de o ferir", mesmo reconhecendo a valia dos ‘dragões'.

"O FC Porto é uma equipa agressiva, intensa, que procura a profundidade. Tem o rótulo de campeão, manteve a maior parte da equipa passada e o mesmo treinador. Sabemos que será difícil, mas temos uma convicção muito grande de que o Porto vai ter dificuldades contra nós, pois vamos bater-nos pelos três pontos", disse o técnico do Boavista.

É um jogo com todos os ingredientes para que seja um encontro incrível e é uma pena que não estejam lá os adeptos este ano

Com a equipa ainda em construção, o Boavista não poderá contar com todos os jogadores. Além da ausência do defesa central Chidozie para este desafio, uma vez que o atleta está no Bessa por empréstimo do FC Porto, Vasco Seabra confirmou para o avançado Yusupha, lesionado, também não vai poder dar o contributo à equipa. Em sentindo inverso, o técnico dos ‘azadrezados' confirmou que "Rami, Pérez e Elis estão disponíveis e prontos para entrar na convocatória".

Para Conceição, o facto de o Boavista ainda estar à procura da melhor equipa não significa vantagem para a sua equipa.

"Não será uma vantagem para nós eles não terem ainda a equipa muito mecanizada, nem uma desvantagem não conhecermos muito bem a forma como eles jogam. Conhecemos os jogadores do plantel, e da sua dinâmica de jogo temos como referência os particulares e este primeiro jogo que fizeram. Acho que o Boavista tem um plantel com qualidade e, com certeza, vai ser uma equipa interessante na nossa Liga", disse o técnico do FC Porto, em conferência de imprensa, lembrando as dificuldades dos 'dragões' no terreno da 'pantera'.

"Dos jogos que mais prazer tive em disputar foram estes jogos com o Boavista, porque tanto os nossos adeptos como os do Boavista são dos mais apaixonados pelos seus clubes. É um jogo com todos os ingredientes para que seja um encontro incrível e é uma pena que não estejam lá os adeptos este ano. Vamos fazer tudo, ainda assim, para que seja um grande jogo e para que regressemos com mais três pontos nesta nossa caminhada", atirou.

O Boavista-FC Porto arranca às 21h00 e poderá ser acompanhado, como sempre, no SAPO Desporto, com fotos e vídeos dos principais lances.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.