Não há como fugir aos números: este FC Porto-Sporting, da 21.ª jornada da Primeira Liga de Futebol, é o jogo do título. Com uma vantagem de dez pontos em relação aos 'dragões', a formação de Rúben Amorim continua imbatível na Primeira Liga e , em caso de vitória, dará uma 'machadada' nas aspirações portistas de revalidar o título. Vencendo, o Sporting ficará com 13 pontos de vantagem, ficando a faltar 13 jogos para o final da prova. Se ganhar, o FC Porto poderá relançar a luta pelo título.

Além de poder deixar o rival mais longe da liderança, o Sporting terá outro aliciante: se não perder, iguala seu recorde de invencibilidade a abrir uma época da I Liga portuguesa de futebol, estabelecido em 1981/82. Sob o comando do inglês Malcolm Allison, os ‘leões’, que tinham um ataque constituído por Manuel Fernandes, António Oliveira e Rui Jordão, chegaram invictos ao final da 21.ª ronda, registo que os comandados de Rúben Amorim podem agora replicar. Nas primeiras 21 jornadas do campeonato nacional de futebol da primeira divisão de 1981/82, o Sporting somou 15 vitórias e seis empates, com 47 golos marcados e 16 sofridos.

Este também será um duelo entre Rúben Amorim e Sérgio Conceição, com vantagem para o jovem técnico dos 'leões'. Nos cinco duelos entre ambos, entre 17 de janeiro de 2020 e 19 de janeiro de 2021, Amorim superou três vezes Conceição, que só conseguiu uma vitória, ainda que emblemática, já que esse triunfo ‘escreveu’, no Estádio do Dragão, no Porto, o 29.º título dos ‘azuis e brancos’.

Momento de forma: Sporting no melhor período da época, FC Porto a oscilar

Às 20h30, os 22 jogadores subirão ao relvado do Dragão para um duelo de estilos e jogares diferentes. O Sporting no seu 3-4-3 de sempre, que pode variar, consoante o resultado, o FC Porto no seu 4-4-2 clássico usado na maior parte dos jogos desta época. Um FC Porto muito pressionante, que aposta muito no lado físico do jogo, e um Sporting mais pragmático, que tem na defesa o maior trunfo. Em campo estará a melhor defesa (Sporting com 10 golos sofridos) contra o melhor ataque (FC Porto com 45  golos marcados).

Quando João Pinheiro apitar para o pontapé de saída, pouco importará o que ficou para trás: o duelo da primeira volta que terminou 2-2 em Alvalade, ou a dramática vitória do Sporting por 2-1 na Taça da Liga, ou os recentes resultados das duas equipas.

O FC Porto chega a este jogo após uma vitória muito sofrida em casa do Marítimo (onde o Sporting foi eliminado da Taça de Portugal), e depois de uma retumbante triunfo contra a poderosa Juventus, na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Mas antes destas duas vitórias, a equipa de Sérgio Conceição acumulou quatro empates consecutivos, três deles na Liga, o que fez disparar a distância de quatro para dez pontos em relação ao líder Sporting. Os empates frente ao Belenenses SAD (0-0), Braga (2-2) e Boavista (2-2) não estavam nos planos da equipa de Sérgio Conceição na luta pela revalidação do título.

Já o Sporting está no melhor momento da época, com oito triunfos seguidos, dois deles na Taça da Liga e que permitiram a conquista do troféu. A equipa de Rúben Amorim não entusiasma tanto pelo futebol mas sim pela eficácia defensiva e ofensiva. Nessas oito vitórias consecutivas, o Sporting nunca marcou mais de dois golos e apenas FC Porto (Taça da Liga) e Gil Vicente (I Liga) lograram bater Adán, o guardião dos 'leões'.

Nesta caminhada recente, destaque para as vitórias frente a Portimonense, Paços de Ferreira, Marítimo e Boavista, todos por 2-0, e os triunfos sobre Benfica e Braga (Taça da Liga) por 1-0.

Nos 27 jogos disputados esta época em Portugal, só o Marítimo conseguiu vencer o Sporting. Foi nos oitavos de final da Taça de Portugal (0-2 no Funchal).

Histórico: Dragões com ligeira vantagem e domínio claro em casa

O histórico de jogos entre os dois emblemas continua a sorrir ao FC Porto com mais três vitórias, nos 237 duelos futebolísticos entre os dois clubes. Entre jogos da I Liga, Taça de Portugal, Taça da Liga, Supertaça e Campeonato de Portugal, os ‘dragões’ somam 86 vitórias, contra 83 dos ‘leões’, que lideram em termos de golos, com mais 20 (336 contra 316). Os empates são 68. Nos últimos anos, o FC Porto somou 10 vitórias em 11 jogos a jogar em casa com o Sporting.

Depois de seis jogos sem ganhar, o Sporting conseguiu na presente temporada acabar com a ‘malapata’, ao vencer os ‘dragões’ por 2-1 nas meias-finais da Taça da Liga, no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.

Com os triunfos de 2018/19 e 2019/20, o FC Porto reforçou a vantagem no histórico, alcançada na segunda década do século XXI (desde 2010/11), com o dobro das vitórias (10 contra cinco) e mais sete golos marcados (27 contra 20).

Os ‘dragões’ superaram, assim, o Sporting pela quarta década consecutiva, após os triunfos parcelares nos anos 80 (13-5) e 90 (14-5), do século passado, e na primeira do presente século, ainda que de forma tangencial (11-10). No século XXI, o FC Porto soma 21 vitórias, contra 16 do Sporting, mais 20 empates, com 64 golos para os ‘dragões’ e 58 para os ‘leões’.

O histórico entre os dois emblemas é ligeiramente favorável aos ‘azuis e brancos’, mas já foi dominado de forma vincada pelo Sporting, que, no final da década de 70, tinha mais 19 triunfos do que os ‘dragões’ (56 contra 37).

No que respeita ao campeonato, o FC Porto tem mais nove vitórias (68 contra 59), desnível que se deve aos jogos disputados em casa, onde os ‘dragões’ ganharam 48 e perderam apenas 14. O Sporting ainda lidera nos golos (247-242). A tendência acentuou-se nos últimos anos, com 10 vitórias em 11 jogos.

Desde 2009/10, os ‘leões’ apenas lograram não perder em 2015/16, época em que, sob o comando de Jorge Jesus, se impuseram por 3-1, numa altura em que disputavam o título nacional ‘taco a taco’ com o Benfica, de Rui Vitória.

O melhor período dos ‘dragões’ aconteceu entre 1976/77 e 95/96, com 13 vitórias e sete empates, em 20 jogos, sendo que, nos últimos 23 anos, só perderam duas vezes (16 triunfos e cinco igualdades). Por seu lado, o Sporting teve os seus melhores momentos entre 1959/60 e 64/65, com quatro vitórias e duas derrotas, e entre 1971/72 e 75/76, período de cinco anos em que se manteve invicto (dois triunfos e três empates).

No total dos 86 jogos no Porto, entre Lima, Ameal, Constituição, Antas e Dragão, os ‘azuis e brancos’ somam 48 vitórias, contra 14 dos ‘leões’, num duelo ainda com 24 empates. Soma também mais 69 golos (153 contra 84).

O que dizem os treinadores: Estrelinha e penaltis na conversa

Na antevisão do jogo, Sérgio Conceição deixou elogios ao Sporting de Rúben Amorim e pela forma simples como joga.

"O Sporting é uma equipa bastante pragmática, que sabe aquilo que quer dentro da simplicidade do seu jogo, mas que é um jogo difícil para os adversários. Tudo o que seja largura e profundidade na dinâmica ofensiva, cria dificuldade ao adversário se não for competente a defender. (….) Defende sempre com muita gente, porque os jogadores que compõem o plantel do Sporting estão conscientes que para se ganhar jogos tem de se defender. Às vezes a simplicidade é o mais difícil de executar no futebol e o mais difícil de se defender. É verdade que se olha para a equipa do Sporting e é fácil de desmontar, no sentido de perceber como jogam, mas depois se não formos competentes é difícil de contrariar", disse o técnico do FC Porto.

Os números de jogos disputados entre as duas equipas também foi tema de conversa com os jornalistas.

"É um facto importante, não podemos fugir ao que é a sobrecarga. Já disse que temos uma densidade competitiva acima da média, fizemos cinco jogos em 15 dias. Acho que num ou noutro jogo pode explicar o que pode ser uma falta de frescura. (…) Eu gostaria que todas as equipas portuguesas permanecessem nas competições europeias, não só porque sou português, mas, porque tinham mais jogos em cima… tenho de puxar a brasa à minha sardinha, é uma verdade. O Sporting saiu cedo da Liga Europa, saiu da Taça de Portugal, tem mais tempo para preparar, mas isso por si só não justifica a competência e o bom trabalho que o Rúben, os seus jogadores e a estrutura do Sporting tem feito. Acho que há ali trabalho e competência, não é só isso que justifica os 10 pontos de distância", concluiu.

Rúben Amorim, que falou depois de Sérgio Conceição, foi questionado sobre a questão da 'estrelinha', atribuído a algumas vitórias do Sporting.

"Penso que podemos ver os dois lados. Nós também podemos melhorar, mas o FC Porto também ganhou à Juventus, cujo o orçamento não tem comparação. A Juventus tem dos melhores jogadores do Mundo, tem o Cristiano Ronaldo. Nós perdemos com o LASK, uma equipa que não é muito conhecida na Europa, ontem o Leicester foi eliminado pelo Slavia de Praga, é o momento, toda a gente precisa da estrelinha. Nós temos tido [a estrelinha], mas temos tido ainda mais competência […] O FC Porto ganhou ao Marítimo levando uma bola ao poste aos 84. O Braga empatou com o FC Porto para o campeonato aos 90' e até em minha casa ouvi: 'Tens mesmo sorte'. Os outros marcam aos 90' e nós é que temos estrelinha", respondeu.

O técnico do Sporting comentou o que espera do jogo e até deu o onze do FC Porto.

"O FC Porto pode variar consoante os jogadores que tem. Já jogou em vários sistemas. Tem um 4x4x2 muito forte e penso que se vai apresentar assim, com Taremi e Marega na frente, que se complementam muito bem. Pode haver mudança entra o Luis Díaz e o Otávio, Corona, Sérgio Oliveira e Uribe devem jogar, Pepe e Mbemba também e depois pode ser o Zaidu ou o Sarr. Mas da mesma forma que o FC Porto nos conhece, nós também conhecemos o FC Porto. É uma equipa muito experiente, muito habituada a estes momentos. Nós não estamos, não passámos por isto tantas vezes, mas vamos jogar da mesma maneira", comentou.

O ‘clássico’ entre FC Porto e Sporting, da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol de 2020/21, está marcado para sábado, às 20h30, no Estádio do Dragão, no Porto, vazio, por culpa da pandemia de COVID-19. João Pinheiro será o árbitro do encontro e pode ser acompanhado, ao AO MINUTO, no SAPO Desporto, com fotos e vídeos. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.