O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou uma multa de 765 euros a Sérgio Conceição, na sequência da expulsão do técnico do FC Porto no Bessa. O técnico foi expulso depois do golo que valeu a vitória aos 'dragões', marcado por Hernâni aos 95 minutos. Conceição festejou de fora efusiva, com palavras dirigidas em direção às bancadas do Bessa. Gerou-se um enorme 'sururu', com o treinador a ser expulso por Hugo Miguel, árbitro do jogo.

Conceição: "Ser expulso por festejar assim ao fim de 95' de massacre na batalha do Bessa? Não estava na missa"
Conceição: "Ser expulso por festejar assim ao fim de 95' de massacre na batalha do Bessa? Não estava na missa"
Ver artigo

No seu relatório, o juiz do encontro, justificou o que levou a expulsão de Sérgio Conceição.

"O agente foi considerado expulso porque após a obtenção do golo da sua equipa, dirigiu-se ao banco da equipa visitada, festejou o golo de forma efusiva com os punhos cerrados e gritou repetidamente: 'tomem c..., tomem c...'. Com esta atitude provocou um confronto entre jogadores e elementos oficiais de ambas as equipas", pode-ser ler no relatório de Hugo Miguel.

Conceição: "Ser expulso por festejar assim ao fim de 95' de massacre na batalha do Bessa? Não estava na missa"
Conceição: "Ser expulso por festejar assim ao fim de 95' de massacre na batalha do Bessa? Não estava na missa"
Ver artigo

De recordar que o treinador do FC Porto não compareceu na zona mista (não podia porque tinha sido expulso) e optou também por não ir a conferência de imprensa, apesar de estar obrigado a marcar presença. Por não ter comparecido na zona de entrevistas rápidas, o técnico foi multado em 4782 euros.

Com a multa, Conceição escapa assim a suspensão e poderá sentar-se no banco de suplentes frente ao Portimonense.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.