Peter Kenyon, representante dos “blues”, esteve em Lisboa, nos últimos dias, para tentar inteirar-se das melhores condições para garantir a aquisição de Di Maria, que tem mais clubes interessados no seu passe. Segundo o jornal desportivo, o Chelsea parece estar disposto a abrir “os cordões à bolsa” e ir até perto dos 40 milhões, valor da cláusula de rescisão, para evitar que a concorrência “se chegue à frente” depois do Mundial2010.

Apesar de Luis Filipe Vieira e Rui Costa estarem em Berlim, onde a equipa encarnada defrontou o Hertha (1-1), Kenyon conseguiu firmar contactos para a aquisição do argentino, já para a próxima época.

O interesse do Chelsea em Di Maria remonta, praticamente, à data de chegada do jogador ao Benfica, em 2007, e, recorde-se, na altura Di Maria tinha planos bem definidos quanto ao seu futuro: “Ficar um ano no Benfica e depois ir para o Chelsea”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.