O título do FC Porto jogou-se também muito na comunicação do seu treinador para o exterior e para dentro, quando foi preciso enviar chamar a atenção da família portista.

Especial Campeão 2019/2020: saiba tudo sobre o título do FC Porto

Os altos e baixos da época dos 'dragões' provocou reações distintas em Sérgio Conceição, um treinador que não gosta de 'perder nem a feijões'. A disposição do técnico nas conferências de imprensa de análise dos jogos ou antevisão das partidas variou de acordo com o momento da equipa e o tema em discussão. O técnico chegou mesmo a perder a compostura quando, confrontado com as críticas de alguns adeptos do FC Porto nas redes sociais sobre as más exibições e os resultados negativos da equipa, atirou, em tom irritado: "Estou-me a cagar para isso".

Numa altura em que os 'dragões' festejam a conquista do campeonato, relembramos algumas frases de Sérgio Conceição, ao longo desta época.
15 frases marcantes de Conceição ao longo da época
"Ontem não éramos os piores e hoje também não somos os melhores"

Depois da vitória na Luz por 2-0 à 3.ª jornada, Sérgio Conceição optou por mandar um 'recado' aos adeptos, que muito criticaram a equipa após as derrotas com Gil Vicente na primeira ronda e com Krasnodar no Dragão (valeu mesmo a a eliminação do FC Porto na Champions).
"O treinador está para ajudar equipa e hoje eu compliquei o jogo"

Um golo de Marcano aos 98 minutos permitiu ao FC Porto sair de Portimão com os três pontos, na 5.ª jornada da I Liga, num jogo muito sofrido. O técnico do FC Porto fez 'mea culpa' pelas decisões tomadas a partir do banco que não ajudaram a equipa em campo.

"Já sei que amanhã vão criar um problema qualquer"

As conferências de imprensa são espaços para se chegar aos adeptos, enviar mensagens para dentro do grupo mas também para ... os jornalistas. Depois da difícil vitória frente ao Rio Ave na 7.ª jornada, o técnico ficou largos minutos no relvado a conversar com o capitão Danilo, com quem se tinha desentendido na pré-época. Conceição tentou logo 'arrumar' o assunto antes que a imprensa criasse um caso.

"Críticas dos adeptos nas redes sociais? Estou-me a cagar para isso"

Depois da derrota com o Gil Vicente na 1.ª ronda, o FC Porto voltou a 'escorregar', agora na 9.ª jornada, num empate a uma bola com o Marítimo. Os 'dragões' perdiam a liderança para o Benfica, Conceição perdia a compostura.

"Querem ser mais papistas do que o Papa"

No mesmo jogo com o Marítimo, mais críticas, agora para o estado do relvado e para a arbitragem.

"Um menino de 17 anos bateu-se como um homem"

Antes da magra e sofrida vitória no Bessa no dérbi da Invicta, Sérgio Conceição tinha mostrado o seu lado disciplinador, ao afastar os sul-americanos Saravia, Luiz Diáz, Marchesin e Uribe, por estes terem participado, até para lá da hora permitida, na festa de aniversãrio do médio mexicano. Todos ficaram de fora do jogo, com Conceição a lançar o jovem Diogo Costa na baliza e o avançado Fábio Silva, de 17 anos, a titular.
"Estava longe no banco, mas foi como se os meus olhos estivessem perto do gesto do Zé Luís"

O técnico do FC Porto tem fama de duro, mas també sabe dar carinho quando é preciso. Na 12.ª ronda, o FC Porto vence em casa o Paços de Ferreira por 2-0, com o avançado Zé Luís a brilhar com um golo de bicicleta. Um gesto que mereceu elogios de Conceição.

"Estou completamente convicto de que vamos ser campeões"

Mais uma saída, mais um empate, desta feita no terreno do Belenenses SAD, que deixava o Benfica mais líder. À 13.ª jornada, Sérgio Conceição era um homem cheio de convicções, apesar da equipa estar a quatro pondos da liderança.
"Vai ser um campeonato a três. Acrescento as equipas de arbitragem"

E como nas derrotas e empates há quase sempre culpados externos, o técnico virou-se também para a arbitragem. Os 'dragões' contestaram o golo do Belenenses SAD, por entender que houve falta no início da jogada. O VAR e os árbitros de campo assim não entenderam.
"Os campeões também se fazem com sorte"

Um cliché tantas vezes utilizado pelos treinadores quando sabem que o resultado foi melhor que a exibição. O FC Porto venceu fora o Sporting, num terreno onde nao ganhava desde 2008. A sorte, como dizem os entendidos, também faz parte do jogo.

"Enquanto o presidente achar que tenho capacidade..."

A segunda volta arrancava com uma vitória sofrida em casa frente ao Gil Vicente mas, na memória dos portistas estava viva mais uma final perdida, três dias antes. A derrota com o SC Braga na final da Taça da Liga deixava marcas, com Conceição a criticar a falta de união no FC Porto e a sublinhar que tinha colocado o seu lugar à disposição de Pinto da Costa.
"Qual é o clube que não precisa que toda a gente reme para o mesmo lado?"

Após falhar duas conferências de imprensa consecutivas, o técnico do FC Porto finalmente teve a oportunidade de explicar os motivos que o levaram a colocar o lugar à disposição e ainda as críticas para dentro do clube.
"Os treinadores têm sempre as malas prontas"

O tema da demisão continuou por vários dias e depois do jogo com o Vitória de Setúbal, que antecedeu a receção ao Benfica, Sérgio Conceição deixava claro: estava pronto para qualquer decisão que Pinto da Costa viesse a tomar.

"O treinador tem de levar com aplausos, lenços e lençóis"

E mesmo depois de vencer o Benfica e reduzir a diferença para a liderança, o tema da demissão continuava. A vitória frente ao rival ajudou o técnico a finalizar a questão com algum humor.
"O que se passou é lamentável. Somos uma família independentemente da cor"

A vitória sofrida no D. Afonso Henriques por 2-1, na 21.ª jornada da I Liga, ficou manchada pelos insultos racistas contra Moussa Marega, numa cena lamentável que correu muito. Conceição lembrava que não havia cor na família portista.
"Houve um penalti do tamanho da Torre dos Clérigos que não foi marcado"

Novo empate, novo ataque à arbitragem. O FC Porto viu um golo ser anulado pelo VAR por um fora-de-jogo de três centímetros e ficou ainda a reclamar um possível penalti no segundo tempo. Mais dois pontos perdidos, mais um ataque contra a arbitragem.
"Sem público será uma salada sem condimentos mas temos de a comer. Até as assobiadelas fazem falta"

A pandemia de COVID-19 interrompeu a Liga por quase três meses. No regresso, na 25.ª ronda, muitas mudanças, com a introdução de cinco substituições e jogos à porta fechada. O FC Porto ia atacar o resto do campeonato sem o apoio dos seus adeptos.
"Se o Aves joga com esta agressividade o campeonato todo fica na I Liga"

Depois da derrota com o Famalicão, nova 'escorregadela, agora frente ao último, o Desportivo das Aves. O empate não agradou ao técnico do FC porto que se virou para o adversário.

Especial Campeão 2019/2020: saiba tudo sobre o título do FC Porto

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.