O FC Porto venceu, este sábado, o Vitória de Setúbal por 2-0 em jogo da 22.ª jornada do campeonato português, disputado no Estádio do Dragão. Os golos de Herrera (15’) e Tiquinho Soares (65’) permitem aos azuis e brancos terminar essa ronda com o primeiro lugar garantido. Danilo lesionou-se ainda na primeira parte e teve de ser substituído. No segundo tempo, Éber Bessa foi expulso por acumulação de cartões amarelos.

Depois da derrota para a Liga dos Campeões em Roma, o FC Porto regressou ao campeonato com o objetivo de não perder de vista o primeiro lugar da tabela, uma vez que o Benfica e o Braga - que jogam segunda-feira e domingo respetivamente com o Aves e o Sporting - estão a uma curta distância.

Para este encontro, destaque para a titularidade de Manafá na defesa portista (relegando Pepe para o banco), assim como Adrián no ataque, substituindo assim Brahimi, que saiu lesionado no último desafio europeu. Recorde-se que o avançado espanhol foi o autor do único golo da equipa de Sérgio Conceição no Estádio Olímpico de Roma, dando assim alento à formação azul para a segunda mão (06 de março).

Atenções viradas para o Estádio do Dragão, o FC Porto marcou o primeiro da noite aos 15 minutos, por intermédio do mexicano Herrera.  Cruzamento de Corona para remate de Adrián López, mas Vasco Fernandes conseguiu o corte. Ainda assim, a bola sobrou para Herrera, que atirou à vontade para o fundo das redes e fez o primeiro da noite.

No decorrer do primeiro tempo, e após uma falta de Éber Bessa e Danilo (21’), o médio do FC Porto ficou muito queixoso, aguentou alguns minutos, mas pediu a sua substituição pouco depois, tendo sido substituído por Oliver Torres à meia hora de jogo.

O segundo tempo começou com um ‘balde de água fria’ para a equipa orientada por Sandro Mendes, quando Éber Bessa viu o segundo cartão amarelos aos 53 minutos por ter simulado uma grande penalidade. O árbitro Nuno Almeida não teve dúvidas, colocando a equipa sadina a jogar com dez elementos. O juiz da partida já tinha estado muito bem anteriormente, num lance entre Artur Jorge e Soares. Os dois jogadores ficaram pegados e Nuno Almeida sanou rapidamente a situação afastando-os do resto do grupo e com a exibição do amarelo a ambos.

Soares que havia de marcar o segundo golo do FC Porto aos 65 minutos. Cruzamento milimétrico de Alex Telles para a área onde apareceu o compatriota a cabecear de forma certeira, fazendo assim o 2-0.

O FC Porto consolidou a liderança da I Liga, com 54 pontos, mais quatro do que o Benfica, segundo classificado, que encerra a 22.ª jornada da segunda-feira, no estádio do Desportivo das Aves, enquanto os sadinos, que não vencem no campeonato há 11 jogos, ocupam a 13.ª posição, com 22 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.