A mesma fonte indica que Joaquim Evangelista disse que o sindicato se "disponibiliza para participar no esforço nacional de auxílio à ilha da Madeira" e considera que se o futebol se mobilizou para ajudar as vítimas do terramoto no Haiti deve fazer o mesmo para ajudar a Madeira.

Os treinadores de futebol Manuel Cajuda, actualmente no Dubai, e João Carlos Pereira, ambos antigos treinadores de clubes da região, também se manifestaram "tristes" com o acontecido e se solidarizaram com os madeirenses, em nota divulgada pela sua assessoria de imprensa.

O temporal de sábado na Madeira causou pelo menos 40 mortos, 101 feridos e 250 desalojados, segundo a última actualização de vítimas do secretário Regional dos Assuntos Sociais, Francisco Ramos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.