A descida do clube de Portimão à segunda Liga levou a que a direção apostasse num modesto orçamento e revolucionasse o plantel. Da época passada ficaram apenas a direção, o estádio e três jogadores. Tudo o resto mudou.

João Bastos, promovido a técnico principal, não teve praticamente pré-época e foi incumbido de formar um novo plantel. Um desafio ao qual não virou as costas.

«Todos os desafios são bons quando nos sentimos preparados e com competência para aquilo que fazemos», disse ao SAPO Desporto.

A fórmula passou por apostar em jovens oriundos de três continentes, a maior parte desconhecidos do nosso futebol. O atual plantel conta com jogadores portugueses, brasileiros, uruguaios, ingleses, camaroneses, ganeses, senegaleses e nigerianos.

Algo que no início complicou a sua tarefa, apesar do talento que reconhece aos atletas.

«Sabia que era um desafio difícil por começarmos a temporada mais tarde, por termos um plantel composto por jogadores que vinham cada um do seu sítio com uma maneira de pensar muito própria e com um entendimento do futebol próprio. Integrámos cerca de 20 atletas e não havia fio de jogo», referiu João Bastos.

Valeu-se então da sua facilidade em expressar-se em vários idiomas para ultrapassar o problema: «Acho que é uma facilidade poder falar inglês, francês e alemão. O processo acaba por ser transparente porque os jogadores têm o feedback na sua própria língua».

 Ao cabo de sete jornadas, o Portimonense está no último lugar com seis pontos, mas nada que faça o treinador esmorecer, bem pelo contrário.

«Em todos os campos onde passámos tivemos o reconhecimento por parte dos adversários que somos uma equipa que pratica bom futebol e um futebol positivo. Falta-nos melhorar na eficácia e estamos a trabalhar nisso. Estou muito contente com os jogadores», confidenciou João Bastos.

O Benfica é o próximo adversário da equipa algarvia num jogo a contar para Taça de Portugal e também não fica atrás no número de nacionalidades (oito).

Com tantos idiomas em campo, falta saber qual a equipa que melhor se vai entender para chegar à vitória.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.