Dani Alves, que trocou o PSG pelo São Paulo no final da época passada, confessou que recebeu várias propostas de clubes europeus e que as recusou porque acredita no projeto do clube brasileiro.

"O que eu queria para mim era a estabilidade para poder lutar pelo Mundial de 2022. Era aí que começava o processo de aceitar o desafio seguinte. A grande maioria dos clubes não me propuseram isso, porque eles não acreditam, eles acham que eu tenho data de validade. Digo desde quando comecei como jogador de futebol: 'Sou livre. Eu decido quando começa e eu decido quando acaba'", disse o defesa em declarações ao 'The Players Tribune'.

"Tive a possibilidade de voltar para a Juventus, tive possibilidade de voltar para o Barça. Mas não tomo a decisão assim 'ah, vou por ali'. Não. Começo a pensar 'se for para esse lugar vou melhorar, isso vai tornar-me numa melhor pessoa, num profissional melhor?' E eu fui juntando as coisas: a estrutura, as possibilidades, a história que o clube tem, a estabilidade que me pode dar. Fui juntando tudo isso. O único link que começou a se fazer foi esse", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.