Mais um fim-de-semana em que foram muitos os jogadores e treinadores portugueses em destaque, com golos e vitórias, embora uns tenham tido mais razões para sorrir do que outros.

Em Itália, por exemplo, houve duelo entre a Juventus de Cristiano Ronaldo, que marcou, e a Roma, treinada por Paulo Fonseca, que acabou derrotada pelos de Turim. Em Inglaterra, Bruno Fernandes voltou a estar em evidência, mas o Manchester United acabou por não vencer, enquanto em Espanha Francisco Trincão assumiu o papel de Herói e, na Alemanha, André Silva continua em grande.

O SAPO Desporto resume-lhe o que de mais importante os portugueses fizeram lá fora nos últimos dias.

Inglaterra: Golaço de Bruno Fernandes não evita empate do United, Mourinho e portugueses do City sorriem

Foram muitos os portugueses em ação na 23.ª jornada da Premier League, mas só um marcou: o inevitável Bruno Fernandes. E que golo marcou o 'camisola 18' do Manchester United, que já leva 13 golos e 10 assistências na edição 2020/21 da prova.

O golo, contudo, não chegou para dar ao United a vitória de que os 'Red Devils' tanto precisavam, com a equipa, num espetacular embate com o Everton de André Gomes, que também alinhou os 90 minutos, e que terminou com um empate 3-3. Um empate que permitiu ao Manchester City - com Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva no 'onze' - dilatar ainda mais a vantagem no topo da classificação com um fantástico triunfo por 4-1 no terreno do campeão Liverpool, que ainda não contou com Diogo Jota.

São agora cinco os pontos que distanciam as duas equipas de Manchester no topo da tabela. Quem também teve razões para sorrir - depois de três derrotas seguidas - foi José Mourinho, com o seu Tottenham a receber e vencer o West Bromwich por 2-0. Ainda assim, os 'Spurs' quedam-se pelo oitavo lugar.

Já o outro treinador português em cena na Premier League, Nuno Espírito Santo, viu o seu Wolverhampton empatar na receção ao Leicester, com seis portugueses em campo. Os Wolves só ganharam um dos últimos dez jogos na Premier League e ocupam um modesto 14.º lugar. No Leicester, Ricardo Pereira foi titular pela segunda jornada consecutiva.

Infeliz foi também Cedric Soares, que falhou no lance que ditou a derrota (0-1) do Arsenal, adversário do Benfica nos 16 avos-de-final da Liga Europa, ante o Aston Villa.

Espanha: Trincão estreou-se a marcar e foi herói do Barça

Na 'La Liga' o destaque no que a jogadores portugueses diz respeito vai para Francisco Trincão. Ao 27º jogo pelo Barcelona, o jovem internacional português marcou, finalmente, o seu primeiro golo pelo conjunto catalão. E que golo! Um fantástico remate, pouco depois de sair do banco, que valeu ao Barça um importante triunfo por 3-2 no terreno do Bétis, onde William Carvalho não saiu do banco.

Noutros jogos, o Valência, com Thierry Correia e Gonçalo Guedes a titular e Ferro a estrear-se nos convocados, ainda que sem sair do banco, empatou 1-1 na deslocação ao terreno do Athletic Bilbau, subindo ao 12º lugar da classificação, e o Granada, com Rui Silva e Domingos Duarte de início, empatou 2-2 na visita ao Levante, caindo para o sétimo posto.

O Atlético de Madrid de João Félix - que é um dos vários jogadores dos 'colchoneros' a contas com a COVID-19, pelo que ficará de fora - continua a liderar isolado a tabela, mas só joga esta segunda-feira, em casa, frente ao Celta de Vigo.

Itália: Cristiano Ronaldo 'pica o ponto', lidera lista de melhores marcadores e segue na senda de novo recorde

Na Serie A tivemos duelo português em Turim. Com Cristiano Ronaldo a abrir o ativo e a chegar aos 16 golos na presente edição da prova - destacando-se na liderança da lista de melhores marcadores - a Juventus bateu a Roma de Paulo Fonseca por 2-0. A vitória permitiu à 'Vechia Signora' ultrapassar o conjunto da capital e subir ao terceiro lugar, deixando os 'giallorossi' no quarto lugar. CR7 continua, assim, determinado na tentativa de se tornar no mais rápido de sempre a chegar aos 100 golos pela Juventus.

Em destaque esteve também Rafael Leão. Titular na goleada de 4-0 do líder AC Milan, o jovem avançado português não marcou, mas fez a assistência para o primeiro golo. Um golo especial para o seu autor, Zlatan Ibrahimovic, o 500º da carreira do sueco.

Bruno Alves foi titular na goleada caseira (0-3) sofrida pelo Parma frente ao Bolonha, Mário Rui titular na derrota do Nápoles no terreno do Génova e Adrien também alinhou de início no empate da Sampdória frente ao Benevento.

Alemanha: André Silva só sabe marcar

Na Bundesliga, o grande destaque continua a ser André Silva. O avançado internacional português de 25 anos marcou pelo terceiro jogo consecutivo, ajudou o Eintracht Frankfurt a vencer por 3-1 no terreno do Hoffenheim e leva seis golos nos últimos cinco jogos. Ao todo, já são 17 golos na presente edição da prova, ocupando o segundo lugar na lista de melhores marcadores, com mais três do que Erling Haaland e menos sete do que o inevitável Robert Lewandowski.

Raphael Guerreiro e o seu Borussia Dortmund continuam a atravessar um mau momento. O português foi titular, mas a sua equipa sofreu a terceira derrota nos últimos quatro jogos. É sexto da tabela. E, sem Gonçalo Paciência, o Shalke somou mais um resultado negativo: goleado em casa, é cada vez mais último na tabela classificativa.

Outros campeonatos: Pedro Martins firme na liderança na Grécia e Abel cai nas 'meias' do Mundial de clubes

Em França, Danilo saltou do banco na segunda parte do triunfo do PSG sobre um Marselha já sem André Villas-Boas ao leme, mas o destaque vai para o Lille, que continua na liderança isolada.

José Fonte foi titular e Xeka e Renato Sanches saltaram do banco, com este último a fazer a assistência para o segundo golo do triunfo por 2-0 no terreno do Nantes. O Lille lidera a tabela com dois pontos de vantagem sobre o Lyon, que com Anthony Lopes na baliza recebeu e venceu o Estrasburgo por 3-0. Ronny Lopes também foi titular pelo seu Nice, que triunfou pelo mesmo resultado frente a um Angers que viu Mathias Lage saltar do banco perto do fim.

Noutros países, destaque para a Grécia, onde o Olympiacos de Pedro Martins, com quatro portugueses em campo - José Sá, Rúben Semedo, Bruma e Tiago Silva - bateu por 3-0 o OFI Creta (que teve Fábio Sturgeon no 'onze') e mantém os 15 pontos de avanço sobre o mais direto perseguidor.

Já no Mundial de Clubes, depois da conquista da Taça Libertadores, Abel viu o seu Palmeiras incapaz de resistir ao Tigres, derrotado por 1-0 pelo conjunto mexicano e falhando assim o acesso à final da prova.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.