Foi um Sporting paciente, eficaz, que soube sofrer quando tinha de o fazer, aquele que saiu da Roménia com a vitória (5-1) e o apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Ninguém imaginava que fosse com goleada, principalmente depois do 0-0 da primeira-mão, mas a verdade é que Jorge Jesus preparou muito bem a equipa para este encontro. Bruno Fernandes brilhou nas assistências. Jesus mexeu bem (no onze e nas substituições) e ganhou a batalha tática. Os romenos estiveram longe do que mostraram em Alvalade.

O jogo: A virtude de saber sofrer e marcar nos momentos certos

Na antevisão do encontro, Jorge Jesus pediu capacidade de sofrimento à sua equipa, sabendo que nada seria fácil no Arena Nacional de Bucareste. Surpreendeu com a entrada de Doumbia no onze, em detrimento de Bas Dost. O motivo: ter um jogador capaz de explorar a profundidade nas costas e provocar os desequilíbrios na defesa. Acertou o técnico do Sporting como acertou nas substituições.

Em jogos desta natureza a preparação pode ser tudo. Com três homens no meio, taticamente evoluídos, bons tecnicamente e com capacidade para subir e chegar perto da área contrária, o Sporting ganhou nitidamente a batalha do meio-campo, não deixando o Steaua ter bola. O domínio traduziu-se em golo logo aos 13 minutos por Doumbia, num tento pleno de oportunidade.

Steaua 1-5 Sporting: A chave dos milhões estava no banco
Steaua 1-5 Sporting: A chave dos milhões estava no banco
Ver artigo

Para o sucesso do ´leão` na Roménia muito contribuiu Bruno Fernandes. O médio poderá obrigar Jesus a prescindir do 4-4-2 e passar para um 4-2-3-1, deixando-lhe a tarefa de ligar o jogo e chegar mais perto da baliza. A sua meia distância pode fazer estragos, como mostrou em Guimarães, assim como a sua visão de jogo de capacidade de passe. Foram dos seus pés que saíram os passes para Acuña fazer o 2-1, Gelson fazer o 3-1 e foi dele o passe a lançar Gelson em profundidade, antes do extremo servir Bas Dost para um golo fácil. Tudo em contra-ataque, tudo muito bem feito, numa altura em que o Steaua tentava o golo de todas as formas. O 5-1 de Battaglia já a terminar, após remate de Bas Dost ao poste, colocou o resultado em números exagerados, mas que traduzem a eficácia leonina em Bucareste. Melhor era impossível.

Mas nem tudo foram ´rosas`. Jesus não deve ter gostado da forma como o Steaua marcou, num lance onde houve uma sucessão de erros: Bruno Fernandes que temporizou em demasia, Piccini que mostrou deficiências técnicas na receção, Mathieu que abordou mal a dividida com Alibec. Aliás no primeiro tempo, em muitas situações a defensiva passou por calafrios devido a erros dos jogadores, ora no passe, ora na receção. O estado do relvado talvez ajude a explicar parte dos erros, que não podem ser cometidos na fase de grupos frente a adversários com outros pergaminhos.

Momento-chave: Golo contra a corrente desfez as dúvidas

O golo de Acuña aos 60 minutos ´acabou` com o Steaua. A equipa até tinha entrado melhor no segundo tempo, mas o 2-1, marcado em contra-ataque, retirou força anímica aos romenos, quando faltava meia hora para o final.

Os melhores: Alibec assustou, mas foi Bruno Fernandes quem brilhou

Estas são as 32 equipas apuradas para a fase de grupos da Liga dos Campeões
Estas são as 32 equipas apuradas para a fase de grupos da Liga dos Campeões
Ver artigo

A aposta de Jesus em Bruno Fernandes começa a justificar-se. Depois dos dois golos ao Vitória de Guimarães, o médio foi o principal municiador do ataque leonino em Bucareste. Fez duas assistências para golo, além de outras jogadas onde mostrou inteligência.

Alibec foi o melhor dos romenos. O atacante que é apontado ao FC Porto e Watford criou o golo do empate e colocou a defensa leonina em sentido em vários lances.

Os piores: Steaua sem criatividade

Sempre que pressionado, o Steaua não conseguia sair com bola. O jogo baseava-se em pontapés para a frente para Alibec resolver. Muito pouco para quem queria entrar na Liga dos Campeões.

Reações:

Jesus: “Nos últimos dois anos tem sido isto: fazer coisas que o Sporting ainda não tinha feito"

Jesus: "Mercado? O único que se fala é o William mas ainda ninguém se chegou à frente"

Bruno Fernandes: "Não há potes fáceis na Champions"

Piccini: "Foi um bom jogo da nossa parte"

Battaglia: "Trabalhamos toda a semana para chegarmos a Liga dos Campeões"

Curiosidades:

  • Sporting voltou a ganhar fora na UEFA depois de quatro derrotas consecutivas. A última vitória tinha sido frente ao Lokomotiv de Moscovo (2-4). Os ´leões` não marcava cinco golos num jogo fora de casa na UEFA desde 1986/87 (9-0 frente ao Akranes da Islândia, em 1986/87).
  • Esta é a segunda presença consecutiva do Sporting na Liga dos Campeões, a terceira nas quatro últimas épocas e a oitava de sempre. Portugal terá três equipas na prova pela 2.ª época consecutiva.
  • Desde 2001/02 que o Sporting não marcava cinco golos em dois jogos seguidos fora: 2001/02- Paços Ferreira (6-0) e Salgueiros (5-1); 2017/18 - V. Guimarães (5-0) e Steaua (5-1).
  • Bas Dost fez o golo 40 com a camisola do Sporting. Ultrapassou Adrien Silva e é, agora, o jogador do atual plantel com mais golos pelo clube.
  • Doumbia fez o golo 27 na UEFA, em 44 jogos (média de 0,61 golos/jogo). Entre os jogadores da Costa do Marfim, só Drogba (50) tem mais golos.
  • Júnior Maranhão estreia-se a marcar pelo Steaua, ao nono jogo, naquele que foi o primeiro golo sofrido pelo Sporting esta época.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.