Uma batalha entre adversários que não quiseram parar de lutar. Foi dessa forma que se viveu o Rio Ave-FC Porto, cuja vitória sorriu ao conjunto portista. Os 'dragões' derrotaram o conjunto vilacondense por 2-1.

Uma primeira parte de baliza a baliza

O FC Porto apresentou-se no estádio dos Arcos com três alterações. Sérgio Conceição apostou em Marega no lado direito do ataque e Otávio, que substituiu Oliver Torres, acabou por atuar ao lado de Aboubakar, regressado depois de castigo na Liga dos Campeões.

No entanto, a missão não viria a ser fácil para o FC Porto. Este Rio Ave de Miguel Cardoso não tem medo do poderio de nenhum dos adversário e, tal como fez com o Benfica, chegou a assustar o 'dragão'.

Miguel Cardoso: "Acredito que, da maneira como jogamos, vamos ganhar mais vezes"
Miguel Cardoso: "Acredito que, da maneira como jogamos, vamos ganhar mais vezes"
Ver artigo

Com uma pressão elevada e a tentar condicionar as saídas do FC Porto, o jogo tornou-se dividido, com muita luta no meio campo e com oportunidades numa e noutra baliza. Rúben Ribeiro assumiu-se como organizador de jogo e tentava construir o jogo a partir de trás, evitando os passes longos.

O FC Porto ia respondendo, através de Marega, Aboubakar e Brahimi, mas a verdade é que a primeira parte viria a terminar sem qualquer golo.

Ajustes técnicos e um voo para desbloquear golos

Na segunda parte, Marega passou para o lado de Aboubakar e Otávio assumiu a ala direita do jogo. O FC Porto realizava ajustes ao seu ataque e tentava penetrar na defesa de ferro do conjunto de Vila do Conde.

E seria do miolo e de bola parada que o voo do 'Dragão' viria a dar frutos. Alex Telles marcou o pontapé de canto e Danilo subiu bem alto na área do Rio Ave e marcou o primeiro golo do encontro.

Herrera: "São estas vitórias fora de casa que podem garantir o título"
Herrera: "São estas vitórias fora de casa que podem garantir o título"
Ver artigo

Vantagem que seria aumentada por Marega aos 67 minutos, tudo levando a crer que a vitória do conjunto portista seria um dado adquirido.

Mas assim não foi. O Rio Ave procurava o golo e sem nunca deixar a sua ideia de jogo de lado, a equipa orientada por Miguel Cardoso tentava assumir a posse de bola e marcar um golo que fizesse a diferença.

E o FC Porto acabou por acusar essa pressão. O recém-entrado Karamanos surgiu na esquerda e cruzou para a área, onde surgiu Nuno Santos que reduziu a vantagem portista.

Um golo que acabou por parar um recorde de Iker Casillas que até ao minuto 80 da partida, estava há 530 minutos sem sofrer qualquer golo na Liga.

No final, a expulsão de Marcão acabou por ser decisiva para o resultado final, visto que a inferioridade numérica não permitiu uma melhor reação do Rio Ave.

Sérgio Conceição: "A justiça da vitória é inequívoca"
Sérgio Conceição: "A justiça da vitória é inequívoca"
Ver artigo

O FC Porto subiu à liderança do campeonato, com os mesmos pontos que o Sporting e viu o Benfica, que perdeu com o Boavista, ficar a cinco pontos de distância.

Momento do jogo: Golo de Danilo

O voo do médio português do FC Porto acabou por desbloquear um jogo que estava complicado para os 'dragões', permitindo também que o Rio Ave subisse linhas e abrisse espaços, que viriam a resultar no golo de Marega.

O melhor:

Danilo Pereira: Seguro no meio campo e em recuperar bolas, o médio defensivo acabou por ser decisivo ao marcar o primeiro golo da partida, em mais uma exibição segura do jogador.

Nuno Santos: "Estamos a mostrar o nosso futebol"
Nuno Santos: "Estamos a mostrar o nosso futebol"
Ver artigo

Primeira parte do Rio Ave: A equipa de Miguel Cardoso mostrou-se solidária e unida em conter as transições ofensivas do FC Porto. A segunda parte acabou por resultar na derrota do Rio Ave, mas com uma exibição muito personalizada.

O pior:

Marcão: Defesa do Rio Ave esteve bem a conter a equipa do FC Porto mas uma entrada um pouco irreflectida nos minutos finais do encontro, que resultaram na sua expulsão, acabaram por deitar a perder as hipóteses do Rio Ave chegar ao empate.
Curiosidades (Playmaker Stats)

- 6 anos depois o FC Porto consegue vencer as 6 primeiras jornadas da Liga Portuguesa; o último treinador a consegui-lo tinha sido André Villas-Boas (campeão)

- A última vez que Marega e Danilo Pereira marcaram no mesmo jogo, foi em Maio 2015 num Marítimo 4... Rio Ave 0 (Marega x2, Danilo, Raúl)

- Há 4 anos que FC Porto não tinha 5 pts de vantagem p/ o Benfica à 6.ª jornada (vs V. Guimarães de Rui Vitória); as águias foram campeãs

- Moussa Marega vale uma vitória frente ao Rio Ave pela 2.ª vez:
2017 FC Porto 1-2 (67')
2016 V. Guimarães 0-3 (8 gp, 67, 82)

- Danilo estreia-se a marcar em 2017/18; foi o 11.º golo do médio com a camisola do FC Porto (último golo tinha sido a 8 Abril vs CFB)

Veja o resumo do encontro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.