O Benfica confirmou este domingo a venda de Rúben Dias à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) aos ingleses do Manchester City.

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que chegou a acordo com o Manchester City para a alienação da totalidade dos direitos do jogador Rúben Dias, pelo montante de € 68.000.000 (sessenta e oito milhões de euros), acrescido de um valor adicional de € 3.600.000 (três milhões e seiscentos mil euros), dependente da concretização de objetivos relacionados com a performance desportiva do Manchester City", pode ler-se no referido comunicado.

Os encarnados anunciaram ainda que Otamendi faz o percurso inverso ao de Rúben Dias. "A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que chegou a acordo com o Manchester City para a aquisição da totalidade dos direitos do jogador Nicolás Otamendi, pelo montante de € 15.000.000 (quinze milhões de euros). Mais se informa que o referido acordo está dependente da celebração de contrato de trabalho desportivo com o jogador e da realização de exames médicos", explica o Benfica.

Rúben Dias, de 23 anos, chegou à equipa principal das 'águias' na temporada de 2017/18 e depressa se assumiu como titular indiscutível. Na última época alinhou em 49 jogos, marcando três golos. Quanto a Otamendi, que vinha sendo dado como possível reforço do FC Porto, na última época disputou 39 jogos pelos 'citizens', onde alinhava desde 2015.

Um adeus anunciado

A saída de Rúben Dias não foi uma novidade para os adeptos benfiquistas. Na noite deste sábado, após a vitória do Benfica sobre o Moreirense, o defesa central surgiu emocionado e, já em jeito de despedida, admitiu que foi um jogo muito especial.

"Estou muito feliz. Era um jogo muito importante para mim e poder consagrar o jogo com um golo, foi muito especial para mim", começou por referir em declarações à BTV.

"É um momento especial e acho que já toda a gente sabe o porquê. Como é óbvio, as pessoas marcam e o clube também e, sem dúvida, que foi muito especial para mim", acrescentou.

Pouco depois, foi a vez de Jorge Jesus falar sobre a saída do jovem central. 

"Pelas informações que tenho foi o último jogo. As coisas podem mudar, mas não me parece possível. É um jogador que temos pena de ver partir. É um produto do Seixal, é um jogador de seleção, mas também tenho orgulho de ele ter saído hoje", começou por dizer o treinador das 'águias'.

"Isto também tem que ver com a nossa saída da Champions. Há coisas que têm de se equilibrar. É o único jogador que tem um mercado alto. Já é um belíssimo jogador e vai ser um grande jogador", admitiu Jesus.

E Otamendi?

Também o envolvimento de Otamendi no negócio era já expectável. Mas, só de acordo com o vínculo nos últimos dias. Isto porque, o internacional argentino também esteve perto de um regresso ao FC Porto.

No início da semana, o jornal 'A Bola' avançava que o defesa tinha recebido propostas da Lázio, Valência e Bétis, mas estaria mais inclinado para rumar ao FC Porto ou ao Inter de Milão. Inesperadamente, o negócio virou e Otamendi acabou por rumar ao rival dos dragões.

Otamendi é um jogador que Jesus admitiu ser do seu agrado. "Otamendi é um jogador que já demonstrou o seu valor no FC Porto. É jogador da seleção da Argentina e na maior parte dos anos foi titular do Manchester City, só o deixou de ser agora. É claro que é um jogador que nos agrada", reconheceu o treinador das 'águias'.

Internacional argentino por 70 vezes, Otamendi estava no Manchester City desde 2015/16, onde chegou proveniente do Valência, clube para o qual tinha saído em 2014/15, após três temporadas e meia no FC Porto, por quem somou dez golos em 125 jogos, conquistando três títulos da I Liga, uma taça de Portugal, quatro Super Taças e uma Liga Europa.

Uma troca muito contestada

Ainda antes de ser oficial, a troca de Rúben Dias por Otamendi não caiu bem nos candidatos às eleições do clube. Rui Gomes da Silva criticou fortemente a decisão.

"Sai um jogador de 23 anos e titular, com espírito Benfica, e em troca vem um jogador de 32 anos, que em Abril relembrava o seu espírito FC Porto. Chega de um presidente subserviente a um empresário, que leva quem quer e traz quem lhe convém! Levam mística de Benfica em nome de quê?", questionou.

Também João Noronha Lopes desferiu um ataque a Luís Filipe Vieira. O candidato às eleições do Benfica emitiu um comunicado onde acusava o atual presidente 'encarnado' de "promessas vãs".

Para o candidato, o Benfica "precisa de um presidente que vibre com as nossas vitórias dentro do campo, não de alguém que celebra com champanhe as saídas das nossas pérolas porque isso o mantém no poder".

"Luís Filipe Vieira tentará convencer-nos que a venda dos melhores jogadores se deve à sua grande capacidade negocial. Falso. Essas vendas acontecem porque não há política desportiva e voltámos a falhar na Champions. Em Junho, dizia-nos Vieira que tínhamos quinze talentos da formação que estavam em condições de discutir a liga. No início de setembro, este mesmo presidente garantiu que estávamos no mercado para comprar e não para vender. A incompetência e a incoerência são evidentes. Chega de promessas vãs", atirou Noronha Lopes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.