Quatro jogos, quatro vitórias. O SC Braga continua imparável desde que Rúben Amorim assumiu o comando técnico e é o primeiro finalista da Taça da Liga, após bater um Sporting fragilizado e de cabeça perdida. Os guerreiros chegaram rapidamente à vantagem e a partir daí controlaram as incidências, mostrando um futebol bem mais interessante do que a equipa 'leonina', que, ainda assim, conseguiu o empate antes do descanso.

A expulsão de Bolasie deixou o Sporting a jogar para chegar ao desempate por penáltis, enquanto os minhotos voltaram a sufocar e foram felizes em cima dos 90 minutos. Paulinho voltou a marcar a um 'grande', apenas quatro dias depois de ter gelado o Dragão, e Mathieu, autor do golo leonino, foi o exemplo do descontrolo emocional da equipa, que fica de fora de mais uma prova interna.

Rúben Amorim fez três alterações em relação à partida que venceu no Dragão, com Palhinha (impedido por estar cedido pelo Sporting), Wilson Eduardo e Trincão a darem lugar a João Novais, Ricardo Horta e Galeno. No lado do Sporting, o regresso de Coates já era esperado – tinha falhado o clássico devido a castigo – pelo que a principal surpresa foi a presença de Battaglia e Doumbia no meio-campo, com Silas a mudar aquilo que tem sido o seu onze base.

Os minhotos entraram a todo o gás, e depois de um primeiro aviso de Paulinho (3’), não tiveram de esperar muito tempo para chegarem à vantagem: recuperação de bola do SC Braga, com Fransérgio a lançar Ricardo Horta na esquerda (8’), e este a finalizar com um belo remate em arco.

Depois do golo, a equipa de Rúben Amorim foi baixando um pouco as suas linhas, apostando sobretudo nas transições rápidas, o que permitiu ao Sporting equilibrar o jogo. Aos 31' Matheus desviou para canto um remate de Rafael Camacho, e quando faltava um minuto para o intervalo, os 'leões' chegaram ao empate: falta cobrada rapidamente por Bruno Fernandes a isolar Mathieu, que fez de ponta de lança e atirou de pé esquerdo para o fundo das redes.

Silas lançou Bolasie após o intervalo, voltando ao habitual 4x3x3, mas o SC Braga voltou a entrar melhor. Aos 50’ Fransérgio rematou forte, mas à figura de Maximiano. Battaglia ainda testou os reflexos de Matheus, num cabeceamento que levava selo de golo, após pontapé de canto, mas os minhotos voltaram a estar perto de marcar por Tormena, Ricardo Horta e Galeno.

A equipa de Rúben Amorim já estava por cima, mas ficou ainda mais após a expulsão de Bolasie, que entrou de sola à canela de Nuno Sequeira, tendo Nuno Almeida recorrido ao VAR para admoestar o congolês com o vermelho direto.

A pressão dos minhotos levou mesmo Silas a trocar um homem da frente por um central – Luís Neto rendeu Luiz Phellype – na esperança de chegar ao desempate por grandes penalidades, e quando Renan já estava pronto para entrar... o SC Braga marcou. Ricardo Esgaio colocou a bola no segundo poste, onde apareceu Raúl Silva a devolver a bola para o lado oposto da pequena área; aí Paulinho (90') antecipou-se a Mathieu (17.º golo da temporada) e fez de cabeça o 2-1 final, garantindo a passagem dos guerreiros à final da Taça da Liga.

O momento

Golo de Paulinho aos 90': Apesar da pressão do SC Braga, o espectro das grandes penalidades começava a ganhar forma até que ao minuto 90 Paulinho desfez a igualdade, de cabeça, após assistência, também de cabeça, de Raul Silva. O avançado voltou, por isso, a ser decisivo.

O melhor

Galeno: Deu muitas dores de cabeça a Ristovski, tendo criado alguns lances de grande perigo, que podiam ter conferido ao marcador outro resultado. Pecou apenas no capítulo da finalização.

O pior

Expulsão de Bolasie: O congolês esteve apenas 15 minutos em campo e a sua expulsão foi o início do descontrolo emocional dos jogadores do Sporting. Pedia-se outra abordagem ao lance com Sequeira.

Reações

Rúben Amorim elogia gesto de Mathieu no balneário e garante: "Está muita gente à espera da minha primeira derrota"

Adjunto de Rúben Amorim: "O Braga não foi melhor, foi muito melhor do que o Sporting"

Galeno eleito Homem do Jogo: "Estivemos por cima desde o primeiro minuto"

Silas não entende vermelho a Bolasie: "Como é que o VAR não consegue ver uma escorregadela?"

António Salvador: "Fomos um justo vencedor, não deixa dúvidas"

Beto: "É uma vergonha a facilidade com que se expulsa um jogador do Sporting"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.