Mourinho, 'the fired one'

A principal chicotada psicológica de dezembro chegou de Inglaterra e teve como protagonista um português. No dia 18, o Manchester United anunciava o despedimento de José Mourinho, ao fim de duas épocas e meia e três títulos conquistados, todos eles em ano de estreia: Liga Europa, Taça da Liga e Supertaça de Inglaterra. O técnico deixa o clube de Old Trafford no sexto lugar do campeonato, a 19 pontos do Liverpool e nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Foi, aliás, a derrota por 3-1 frente ao Liverpool, dois dias antes, que ditou o despedimento de Mourinho, que deixa assim o ’Teatro dos Sonhos’ com apenas 10 vitórias em 24 jogos. E uma indemnização choruda: cerca de 26 milhões de euros. As reações sucederam-se um pouco por toda a parte, até com um toque mais humorístico. Um dia após a saída do português, o Manchester United anunciou que Ole Gunnar Solskjaer, que foi jogador do clube por 11 épocas, assumiu o comando técnico da equipa. No mesmo dia, José Mourinho enviou um comunicado às redações, onde afirmou que foi um “orgulho imenso” ter representado o Manchester United e pediu que o deixem “levar uma vida normal”.

Bola de Ouro para... Modric

Dezembro assinalou, também, a atribuição da Bola de Ouro (prémio individual atribuído pela revista francesa France Football) a Luka Modric, quebrando uma hegemonia de dez anos em que Lionel Messi e Cristiano Ronaldo foram alternando entre si o prémio de melhor jogador do mundo (ganharam cinco troféus cada). O argentino e o português não marcaram presença na gala, o que motivou várias críticas.

A classificação final da Bola de Ouro 2018
A classificação final da Bola de Ouro 2018
Ver artigo

Modric, recorde-se, venceu este ano a Champions pelo Real Madrid e foi vice-campeão do mundo com a Croácia. Ronaldo, que no verão trocou os ‘merengues’ pela Juventus, desta vez ficou na segunda posição. A fechar o pódio surge o avançado francês Antoine Griezmann (Atlético Madrid), que este ano se sagrou campeão mundial pela França. Em paralelo com a Bola de Ouro, Kylian Mbappé foi o primeiro vencedor do Troféu Kopa, destinado a jogadores com menos de 21 anos. Já a norueguesa Ada Hegerberg, jogadora do Lyon, foi a primeira jogadora a receber a Bola de Ouro destinada ao futebol feminino.

Veja os melhores momentos em fotografias do mês de dezembro.

Neste mês conheceram-se também os adversários de FC Porto, Benfica e Sporting na próxima fase das competições europeias. A equipa de Sérgio Conceição, que terminou a fase de grupos da Champions no primeiro lugar do Grupo D, com 16 pontos, vai defrontar a Roma nos oitavos de final. Nesta fase, recorde-se, já será possível recorrer ao videoárbitro.

Já o Benfica tem encontro marcado com o Galatasaray, que tal como as ‘águias’ foi relegado para os 16 avos de final da Liga Europa depois de ser terceiro classificado no grupo do FC Porto na Liga dos Campeões. A equipa de Istambul será o segundo adversário turco que os ‘encarnados’ defrontam esta época, depois de terem afastado na terceira pré-eliminatória da Champions o Fenerbahçe (1-0 em casa, 1-1 fora). De referir que o guarda-redes dos 'encarnados' Odysseas Vlachodimos faz parte do onze revelação da Liga dos Campeões desta época, destinado a jogadores com menos de 25 anos. O Sporting, por sua vez, terá pela frente o Villarreal, que luta pela manutenção em Espanha e já trocou de treinador. Quanto à UEFA Youth League, o FC Porto conseguiu o apuramento para os oitavos de final, enquanto o Benfica irá disputar o 'play-off' de acesso à mesma etapa em Montpellier.

FC Porto Galatasaray
Marega festeja o golo do FC Porto em Istambul. (Photo by BULENT KILIC / AFP) créditos: AFP or licensors

Terceira chicotada na I Liga

Centremos agora atenções no futebol português. O sorteio dos quartos de final da Taça de Portugal não ditou nenhum confronto entre os chamados 'grandes', mas tal pode acontecer na ronda seguinte, as meias-finais. O Benfica vai a Guimarães defrontar o Vitória e o vencedor deste duelo medirá forças com Feirense ou Sporting. Já o FC Porto vai a casa do Leixões, única equipa da II Liga ainda presente na prova, e caso siga em frente fica à espera do Desportivo das Aves, detentor do troféu, ou do SC Braga.

Depois dos despedimentos de Cláudio Braga (Marítimo) e José Peseiro (Sporting), o futebol português conheceu nova 'chicotada' em dezembro. Daniel Ramos deixou o comando técnico do Chaves, 18.º e último classificado da I Liga, após a nona derrota em 12 jogos para a competição. Tiago Fernandes foi o nome escolhido para orientar os flavienses, deixando assim o comando da equipa de sub-23 do Sporting, já depois de ter desempenhado as funções de treinador interino na equipa principal dos 'leões', após a saída de José Peseiro e antes da entrada do holandês Marcel Keizer.

No dia 21, o Tribunal Central de Instrução Criminal decidiu não mandar para julgamento a SAD do Benfica e o funcionário judicial Júlio Loureiro por falta de indícios. Já o ex-assessor jurídico dos 'encarnados', Paulo Gonçalves, e o funcionário José Silva vão ser julgados pelos crimes de corrupção, violação do segredo de justiça, acesso indevido e peculato (no caso do funcionário judicial).

A decisão instrutória foi proferida pela juíza de instrução criminal Ana Peres, que não pronunciou a SAD do Benfica por nenhum dos 30 crimes que constam da acusação do Ministério Público: um de corrupção ativa, outro de oferta ou recebimento indevido de vantagem e 28 crimes de falsidade informática. Deste modo, não se esperam quaisquer consequências desportivas relacionadas com o clube, mas apenas uma sanção pecunária, que poderá acontecer como consequência da imputação do crime de corrupção ativa, o único ainda com decisão pendente.

Bruno de Carvalho vai lançar um livro sobre a sua presidência
Bruno de Carvalho vai lançar um livro sobre a sua presidência
Ver artigo

Um mês depois de ter sido detido, Bruno de Carvalho sofreu mais uma derrota em Assembleia Geral. No passado dia 15, os sportinguistas votaram pela suspensão do ex-presidente do clube, destituído em reunião magna do dia 23 de junho e suspenso pela Comissão de Fiscalização no dia 2 de agosto. O que significa que o BdC continua a não poder candidatar-se aos órgãos sociais do clube. Também foram mantidas as suspensões de 10 meses a Alexandre Godinho, Carlos Vieira, José Quintela, Rui Caeiro e Luís Gestas, os outros membros da direção por si liderada, e as expulsões como sócios de Elsa Judas e Trindade Barros.

Ainda relativamente ao Sporting, destaque para a despedida de Bruno César, que vai representar o Vasco da Gama nas próximas duas temporadas, e para a contratação iminente do avançado brasileiro Luiz Phellype. Entretanto, o clube 'leonino' foi multado em 50 mil euros pela UEFA, por incumprimento das regras do ‘fair play’ financeiro. Já o Benfica parece ter chegado a acordo para a renovação do contrato de Toto Salvio e Gedson Fernandes foi sétimo nas escolhas do Golden Boy, prémio do Tuttosport, vencido pelo holandês Matthijs De Ligt, do Ajax.

O mês de dezembro ficou ainda marcado por uma triste notícia: Vítor Hugo Valente, presidente do Vitória de Setúbal, informou que o jogador Nuno Pinto foi diagnosticado com um linfoma. O lateral dos sadinos, de 32 anos, foi titular na receção ao Benfica, detetou o problema em exames feitos durante a semana e decidiu interromper a carreira. Rapidamente surgiram manifestações de apoio ao jogador.

Liga das Nações: Suíça de boa memória para Portugal
Liga das Nações: Suíça de boa memória para Portugal
Ver artigo

Também neste mês Portugal ficou a saber que vai defrontar a Suíça na meia-final da ‘final four’ da Liga das Nações, a 5 de junho, no Estádio do Dragão. Holanda e Inglaterra vão jogar a segunda meia-final no dia seguinte, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães. A final da competição está marcada para dia 9 de junho, assim como o jogo que decide quem fica em terceiro e em quarto lugar.

A Seleção Nacional também já conhece os adversários com que vai disputar o apuramento para o Campeonato da Europa 2020. Portugal ficou integrado no Grupo B, em conjunto com Ucrânia, Sérvia, Lituânia e Luxemburgo. Por ter vencido o grupo da Liga das Nações, a seleção orientada por Fernando Santos ficou num dos quatro grupos com cinco equipas: numa qualificação em que os dois primeiros classificados garantem a presença na fase final do Europeu. Portugal, de resto, vai terminar o ano na sexta posição do ‘ranking’ de seleções da FIFA, numa lista em que a Bélgica fecha como líder.

'Novela' Libertadores chega ao fim

Numa final de cortar a respiração, o River Plate conquistou a quarta Libertadores da sua história, ao superar o arquirrival Boca Juniors por 2-1, após prolongamento, no Santiago Bernabéu. Depois do empate a duas bolas na primeira mão, na La Bombonera, os 'millonarios' estiveram em desvantagem, mas acabaram por conseguir a reviravolta muito graças à entrada de Juan Quintero. O colombiano foi lançado na segunda metade, ajudou no golo do empate, e assinou ele próprio o segundo, com Gonzalo Martínez a fazer o 3-1 final. Já os brasileiros do Atlético Paranaense venceram pela primeira vez a Taça Sul-americana (prova equivalente à Liga Europa), ao vencerem os colombianos do Junior Barranquilha, no desempate por grandes penalidades (4-3, após 1-1) na segunda mão da final.

River Plate vs Boca Juniors
Jogadores do River Plate celebram conquista da Taça Libertadores. EPA/JUANJO MARTIN créditos: EPA

Lá fora, destaque ainda para o Atlanta United, que conquistou o título norte-americano de futebol, ao vencer na final da MLS os Portland Timbers, por 2-0, naquela que é apenas a segunda época na competição, no mesmo mês em que o Cruz Azul de Pedro Caixinha perdeu a final do Torneio de Abertura mexicano - por 2-0 frente ao América -, Pepe disse adeus ao Besiktas e Jorge Sampaoli foi confirmado como novo treinador do Santos.

No que às modalidades diz respeito, foi um mês de conquistas para Portugal: o Sporting sagrou-se pela primeira vez campeão europeu de clubes em judo, ao vencer a equipa russa do Yawara-Neva, por 3-2, na final da competição, disputada em Bucareste; a seleção portuguesa venceu o torneio europeu de andebol em cadeira de rodas, ao derrotar na final a equipa da Croácia por 20-7; e a jovem Marta Paço conquistou a medalha de bronze no Mundial de surf adaptado, que decorreu em La Jola, nos Estados Unidos. De realçar ainda a participação lusa nos Mundiais de piscina curta, com 14 recordes nacionais e três presenças em finais, bem como a presença da equipa de hóquei em patins do FC Porto na final da Taça Intercontinental - perdeu contra o Barcelona.

Por falar em hóquei, Pedro Nunes foi este mês despedido do comando técnico do Benfica, na sequência de mais um resultado que atrasou as 'águias' na luta pelo título nacional, um inesperado empate (4-4) no terreno do último classificado Oeiras. O português, que estava no clube desde 2013/2014, somou dois títulos nacionais (2015 e 2016), duas Taças de Portugal (2014 e 2015), duas Taças Intercontinentais (2013 e 2017), duas Taças Continentais (2013 e 2016) e, claro, a segunda Liga Europeia da história do emblema da Luz, em 2016. O argentino Alejandro Domínguez, que orientava a seleção de Espanha, é o sucessor.

Não esquecer ainda Gabriel Medina, que conquistou o título mundial de surf, após ter garantido a presença na final do Billabong Pipe Masters, no Havai. Depois de ter conquistado o título em 2014, Medina, de 24 anos, é o primeiro brasileiro a sagrar-se bicampeão. E aos 23 anos, Missy Franklin, a nadadora mais vitoriosa dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, onde conquistou quatro medalhas de ouro, decidiu retirar-se da modalidade devido a uma "dor crónica" no ombro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.