O ano de 2017 começou com a revelação, a 2 de janeiro, que Benfica pretendia abrir um hotel temático na baixa lisboeta, um dia antes do FC Porto ser eliminado da Taça da Liga pelo Moreirense. A 4 de janeiro, o Sporting de Jorge Jesus é também eliminado da Taça da Liga no Estádio do Bonfim com uma derrota por 2-1 frente ao Vitória de Setúbal, e na sequência do adeus dos 'leões' à prova, a direção do Sporting exigiu o regresso de dois jogadores emprestados ao clube sadino abrindo uma nova polémica.

Já o antecessor de Jorge Jesus no Sporting, Marco Silva, foi confirmado como treinador do Hull City, da Premier League, a 5 de janeiro, no mesmo dia em que o Tribunal Arbitral do Desporto considerou ilegais os regulamentos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional que estipulavam regras sobre a participação de dirigentes e funcionários desportivos em programas de comentário desportivo.

Na véspera de um jogo entre FC Porto e Paços de Ferreira um grupo de adeptos com ligações à claque portista Super Dragões fez ameaças de morte ao árbitro Artur Soares Dias antes de um treino na Maia e a 7 de janeiro, o FC Porto acabou mesmo por empatar na deslocação à Mata Real e permitir ao Benfica aumentar a vantagem na liderança com um triunfo sobre o Vitória de Guimarães. Dois dias depois do triunfo do Benfica na Luz sobre o Guimarães, Cristiano Ronaldo foi eleito o melhor futebolista do mundo em 2016 na Gala FIFA, em Zurique, em que Fernando Santos perdeu a corrida ao título de melhor treinador do mundo para Claudio Ranieri, técnico italiano que levou o Leicester ao inédito título da Liga inglesa.

Marco Silva confirmado no Hull City
Marco Silva confirmado no Hull City. créditos: Lusa/AFP

A 10 de janeiro, o Benfica venceu o Vitória de Guimarães novamente, e apurou-se para a final four da Taça da Liga, no mesmo dia em que a FIFA anunciou uma alteração significativa no formato dos Campeonatos do Mundo com o alargamento para 48 seleções a partir de 2026. Nesse mesmo dia o Tondela anunciou a contratação do treinador Pepa, que sucedeu Petit no comando técnico da equipa beirã.

Já em Porto de Mós, a 14 de janeiro, a portuguesa Inês Henriques estabeleceu o recorde do mundo de 50 quilómetros marcha, ao cumprir a distância em 4:08:25, no mesmo dia em que o Boavista surpreendia o Benfica na Luz com um empate a 3-3 a contar para a 17ª jornada depois de estar a vencer por 3-o ao intervalo. Na mesma jornada, o Sporting empatou com o Desportivo de Chaves a 2-2 e Bruno de Carvalho foi ao balneário da equipa exigir satisfações aos jogadores o que gerou um clima de tensão. Nos motores, Stéphane Peterhansel venceu o Rali Dakar pela 13.ª vez na Argentina a 14 de janeiro, enquanto que no dia seguinte o FC Porto venceu o Moreirense por 3-0 e aproximou-se do líder Benfica, reduzindo a desvantagem pontual de 6 para 4 pontos.

Três dias depois do empate em Chaves para o campeonato, o Sporting voltou a deslocar-se a Trás-os-Montes onde seria eliminado da Taça de Portugal com uma derrota frente ao Desportivo de Chaves por 2-1. Em sentido inverso, o Benfica reagiu ao empate com o Boavista e goleou o Leixões por 6-2, a 18 de janeiro, garantindo desta forma o apuramento para as meias finais da Taça de Portugal, no mesmo dia em que se ficou a saber que o Orçamento de Estado para 2017 previa que os atletas paralímpicos passassem a ter prémios iguais aos dos olímpicos, e que Bryan Ruiz foi eleito o melhor futebolista da CONCACAF em 2016 .

A 19 de janeiro, Marco van Basten, diretor de desenvolvimento técnico da FIFA, surpreendeu, ao sugerir, numa entrevista ao jornal alemão Bild, oito medidas que podem vir a ser implementadas no futuro, nomeadamente o final dos fora de jogo e dos cartões amarelos. Um dia depois da sugestão do antigo internacional holandês, Carlos Alberto Silva, treinador bicampeão pelo FC Porto, faleceu aos 77 anos depois de recuperar de uma cirurgia ao coração.

Com o aproximar do final do mês, o Benfica manteve o FC Porto à distância de quatro pontos com uma goleada diante do Tondela a 22 de janeiro, um dia depois do Sporting somar o segundo empate consecutivo diante do Marítimo e atrasar-se na perseguição ao primeiro lugar. A 25 de janeiro, Usain Bolt perdeu uma das sua nove medalhas olímpicas por causa do doping de Nesta Carter, um dos elementos da equipa de estafeta dos 4x100 metros, que venceu o ouro pela Jamaica nos Jogos Olímpicos de 2008.

Nesse mesmo dia, Bernie Ecclestone foi despedido do cargo de chefe máximo da Fórmula 1 depois de quatro décadas à frente da F1 enquanto que Gonçalo Guedes foi apresentado como novo reforço do PSG num negócio a rondar os 30 milhões de euros.A saída do avançado português acabou por prejudicar o rendimento da equipa de Rui Vitória, que a 27 de janeiro acabou por ser eliminada pelo Moreirense na meia final da Taça da Liga disputada com o SC Braga.

Gonçalo Guedes apresentado no PSG
Gonçalo Guedes apresentado no PSG. créditos: Lusa/AFP

Um dia depois da eliminação dos 'encarnados' da Taça da Liga, Sporting e FC Porto venceram os respectivos jogos para o campeonato e criaram pressão ao líder do campeonato. Nesse mesmo dia, Serena Williams conquista pela 23.ª vez um torneio do ‘Grand Slam’, ao vencer o Open da Austrália, depois de derrotar a sua irmã Venus na final.

A 29 de janeiro, o Moreirense de Augusto Inácio fez história e conquistou pela primeira vez a Taça da Liga ao vencer o SC Braga na final enquanto que Roger Federer conquistou pela 18.ª vez um torneio do ‘Grand Slam’, ao vencer o espanhol Rafael Nadal na final do Open da Austrália. No penúltimo dia do mês de janeiro, o Benfica perdeu em Setúbal diante do Vitória FC por 1-0 e permitiu ao FC Porto ficar a apenas um ponto da liderança. A 31 de janeiro, a cidade de Braga foi eleita Cidade Europeia do Desporto para 2018.

Reveja todos os temas mais importantes de 2017 na Revista do Ano preparada pela equipa do SAPO Desporto

Revista do Ano 2017

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.