Futebol

O mês de outubro arrancou com aquela que foi a primeira derrota do Benfica na temporada. Na receção ao Portimonense, Lucas Possignolo a cabecear certeiro na sequência  de um pontapé de canto. Depois de sete vitórias nas sete primeiras jornadas, a 'águia' caiu em casa, ao oitavo jogo.

No entanto, nesta altura, o Benfica continuava na liderança do campeonato, algo que não durou até ao final do mês. Nos últimos dias de outubro, os encarnados empataram (1-1) no António Coimbra da Mota frente ao Estoril na 10.ª jornada e disseram adeus à liderança da I Liga.

Revista do Ano: Os temas que marcaram 2021- as notícias, as reportagens, os vídeos mais vistos. Os insólitos, as frases e as imagens que fizeram furor em 2021

Análise: E, à 8.ª jornada, o Benfica esbarrou na muralha Samuel e perdeu
Análise: E, à 8.ª jornada, o Benfica esbarrou na muralha Samuel e perdeu
Ver artigo

Isto porque, no mesmo dia, o FC Porto venceu o Boavista por 4-1 no Estádio do Dragão e o Sporting bateu o Vitória de Guimarães por 1-0 no Estádio José Alvalade. Dragões e leões passaram a partilhar a liderança do campeonato, algo que se mantém até agora, enquanto os encarnados caíram para o 3º posto.

Além do campeonato, os três grandes continuaram ainda a caminhada na Liga dos Campeões. Num jogo de sentido único, o FC Porto dominou, desde o primeiro minuto, o AC Milan no Estádio do Dragão e conseguiu somar os primeiros três pontos nesta edição da liga milionária (1-0), à 3ª jornada da fase de grupos.

Também o Sporting somou os seus primeiros três pontos na Liga dos Campeões 21/22 ao vencer por claros 4-1 o Besiktas na Turquia, num jogo que contou com dois golos de cabeça de Sebastian Coates na sequência de pontapé de canto.

Quem não teve motivos para sorrir foi o Benfica que acabou goleado pelo Bayern Munique, por 4-0, no Estádio da Luz. Sané (2), Lewandowski e um autogolo de Everton Cebolinha marcaram os golos da pesada derrota dos encarnados.

Enquanto isso, na Liga Europa, o Sporting de Braga 'matou o borrego' e venceu pela primeira vez no reduto do Ludogorets, por 1-0, na terceira jornada do Grupo F. Ricardo Horta marcou o único golo do encontro, logo aos sete minutos, dando o segundo triunfo aos bracarenses na prova.

Outubro foi ainda o mês em que foi encontrado o sucessor de Portugal na conquista da Liga das Nações: a França. A seleção gaulesa venceu a Espanha, por 2-1, na final da prova e sucedeu assim à equipa das Quinas, vencedora em 2019. Já a anfitriã Itália conquistou o terceiro lugar da segunda edição da competição, ao vencer a Bélgica por 2-1 no jogo de ‘consolação’ da final four.

Liga das Nações: Sergio Busquets sucede a Bernardo Silva como melhor jogador
Liga das Nações: Sergio Busquets sucede a Bernardo Silva como melhor jogador
Ver artigo

Foi também neste mês que o Newcastle foi adquirido por um fundo da Arábia Saudita. O negócio ficou feito por 300 milhões de libras, qualquer coisa como 360 milhões de euros. Isto depois de a Premier League dar 'luz verde' para o negócio se concretizar, após 18 meses de negociações. A organização britânica queria ter garantias de que o Reino da Arábia Saudita não iria ter interferência nos destinos do Newcastle, mas isso não evitou que o negócio fosse polémico e gerasse muitas críticas em Inglaterra.

Outro dos assuntos de destaque no futebol internacional em outubro foi o despedimento  do treinador Ronald Koeman do comando técnico do Barcelona depois de mais um mau resultado: a derrota diante do Rayo Vallecano por 1-0.

Seleção nacional

Tal como setembro, também outubro contou com uma paragem das competições nacionais para os compromissos das seleções. No primeiro jogo, Portugal venceu o Qatar por 3-0 em encontro de preparação no estádio do Algarve, com golos de Ronaldo, José Fonte e André Silva.

Três dias depois, a equipa de Fernando Santos somou nova vitória desta vez com uma goleada ao Luxemburgo por 5-0 no Algarve, no seu antepenúltimo jogo de apuramento para o Mundial2022. Ao fazer um hat-trick, Cristiano Ronaldo ultrapassou os 800 golos desde que se tornou profissional, em 2002/03.

No Estádio Algarve, o ‘capitão’ da seleção lusa faturou aos oito, 13 e 87 minutos, os dois primeiros de penálti, para atingir os 801 tentos, no dia em que cumpriu o 1.103.º jogo oficial desde a estreia pelo Sporting, em 14 de agosto de 2002.

Mas Cristiano Ronaldo não foi o único a brilhar com a camisola das Quinas. Pela mesma altura, a seleção de sub-21 venceu o Liechtenstein, por 11-0, no Estádio do Futebol Clube de Vizela, em jogo do grupo 4 da qualificação para o Euro2023, naquela que foi a maior goleada da história da equipa nacional de sub-21.

Gonçalo Ramos (4), Fábio Silva (2), Nuno Tavares, Fábio Vieira, André Almeida, Francisco Conceição e Tiago Tomás apontaram os golos de Portugal numa noite que fica para a memória.

As taças

Outubro teve ainda tempo para se disputar tanto a Taça de Portugal como a Taça da Liga. O FC Porto foi o primeiro a garantir a passagem à 4.ª eliminatória da prova rainha do futebol português depois de bater, em Massamá, o Sintrense, equipa do Campeonato de Portugal, por 5-0.

No mesmo dia, o Sporting goleou o Clube de Futebol Os Belenenses no Restelo por 4-0, com um bis de TT e dois golos de grande penalidade apontados por Nuno Santos e Jovane Cabral.

No dia seguinte, o Benfica sofreu até ao último minuto frente ao Trofense. Após um empate (1-1) no tempo regulamentar, André Almeida marcou no prolongamento e levou o Benfica até à próxima fase da Taça de Portugal.

Também o Sporting de Braga, detentor do título, assegurou a passagem à quarta eliminatória após cumprir o seu amplo favoritismo com uma goleada por 5-0, na visita ao Moitense, da I Divisão distrital de Setúbal.

Já na Taça da Liga, Sporting venceu o Famalicão, por 2-1, em jogo da 2ª jornada do grupo B. Ugarte e Nuno Santos apontaram os golos dos leões. Enquanto isso, FC Porto voltou a falhar o objetivo de conquistar a prova, o título que lhe falta no museu, ao perder nos Açores diante do Santa Clara, por 3-1.

Por outro lado, Vitória de Guimarães e Benfica empataram a três golos, no Estádio D. Afonso Henriques, e adiaram as decisões do Grupo A para o derradeiro jogo. Assim sendo, nesta altura, o Sporting precisava apenas de um empate frente ao Sporting da Covilhã, o FC Porto já não tem hipótese de se apurar e o Benfica necessitava de ganhar ao Penafiel por 3-0, ou de somar uma vitória por dois golos de diferença que não seja por 2-0.

Eleições no Benfica

O mês de outubro ficou ainda marcado pelas eleições no Benfica, que colocaram frente a frente Francisco Benitez e Rui Costa.

O antigo jogador dos encarnados foi eleito pelos sócios benfiquistas como o novo presidente do clube da Luz, sucedendo a Luís Filipe Vieira, que ocupou o cargo de presidente durante quase 18 anos, entre novembro de 2003 e julho deste ano.

Num ato eleitoral que contou com 40.085 votantes, que se traduziram em 808.298 votos, a lista A recebeu 84,48% dos votos, enquanto a lista B somou 12,14% dos votos. 2,72% dos votos foram entregues em branco e 0,56% foram considerados nulos.

Com um resultado previsível, o dia das eleições ficou marcado pela primeira declaração pública de Luís Filipe Vieira desde que foi detido, no âmbito da operação Cartão Vermelho, o antigo presidente das 'águias' deixou uma garantia: "Nunca roubei o Benfica."

"Para quem esteve no Benfica cerca de 20 anos, acho que criei uma dimensão incalculável para o clube, que ninguém pensa, projetei o Benfica para o Mundo. Ainda não consegui acabar o que pensei. Todos sabem o que passou comigo. A única coisa que quero adiantar a todos os benfiquistas, frontalmente, é que não lesei nem nunca roubei o Benfica", disse à BTV.

Modalidades

No que diz respeito às modalidades, outubro foi também um mês de grande destaque. Logo ao terceiro dia do mês, a seleção portuguesa de futsal sagrou-se, pela primeira vez, campeã do Mundo ao bater a Argentina (vencedora em 2016) por 2-1, juntando este título à conquista do Europeu em 2018.

O conjunto das quinas chegou a deter uma vantagem de dois golos, graças ao ‘bis’ de Pany Varela, aos 15 e 28 minutos, mas a seleção sul-americana, que defendia o título mundial conquistado em 2016, na Colômbia, reduziu por Claudino, aos 28, e manteve a incerteza até ao fim.

Portugal, que tinha como melhor resultado de sempre na competição o terceiro lugar alcançado em 2000, na Guatemala, tornou-se o quarto país a erguer o troféu, depois de Brasil, Espanha e Argentina.

No ciclismo outubro também foi sinónimo de festa. O português Rui Oliveira sagrou-se campeão europeu de scratch no campeonato da Europa de ciclismo de pista, em Grenchen, Suíça.

Oliveira, de 25 anos, sucedeu ao compatriota Iúri Leitão, que tinha conquistado o ouro em 2020, e somou a quarta medalha em Europeus de elite, depois de duas pratas e um bronze, ao cortar a meta bem à frente do pelotão, tendo somado uma volta de avanço quando faltavam 16 voltas.

Inventou o 'Martins' e teve a melhor classificação de sempre da ginástica artística portuguesa. Sim, é o melhor ano da carreira de Filipa Martins
Inventou o 'Martins' e teve a melhor classificação de sempre da ginástica artística portuguesa. Sim, é o melhor ano da carreira de Filipa Martins
Ver artigo

Quem também teve motivos para sorrir foi Filipa Martins, que conseguiu a melhor classificação de sempre da ginástica artística lusa, ao terminar na sétima posição, e com um diploma, o concurso completo dos Mundiais da modalidade, no Japão.

A ginasta português admitiu mesmo que este foi o melhor ano da sua carreira. "Estou muito contente. Consegui a minha primeira final de paralelas também no Europeu, pus um elemento com o meu nome, depois os Jogos Olímpicos, que é o auge de qualquer carreira e, agora, conseguir estes resultados no Campeonato do Mundo... Foi o meu melhor ano da carreira", sublinhou aos jornalistas, no aeroporto de Lisboa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.