França ergueu a taça de campeã do Mundo e Portugal caiu frente ao Uruguai

O mês de julho trouxe consigo muito futebol. Apesar de estarmos em pleno Verão e muitas equipas ainda estarem de férias, a Rússia recebia o Mundial de futebol, com Portugal à procura de juntar o título de campeão europeu ao de campeão do mundo. No entanto, a equipa de Fernando Santos, que encontrou Espanha, Marrocos e Irão na fase de grupos, caiu logo nos oitavos de final frente ao Uruguai. A fase adiantada da competição também contou com surpresas do lado das maiores seleções. A Espanha caiu nos 'oitavos' contra a Rússia e o Brasil nos 'quartos' frente à trabalhadora Bélgica, que assegurou o terceiro lugar na prova ao derrotar a Inglaterra.

A vitória acabou por ‘sorrir’ à França, que alcançou o segundo título mundial da sua história, numa seleção recheada

Prémios Mundial 2018: Modric com a Bola de Ouro, Mbappé o Melhor Jovem e Courtois o Melhor Guarda-redes
Prémios Mundial 2018: Modric com a Bola de Ouro, Mbappé o Melhor Jovem e Courtois o Melhor Guarda-redes
Ver artigo

de jovens promessas: Mbappé, Ousmane Dembélé ou o surpreendente Pavard – que curiosamente foi o autor do melhor golo do torneio. Quem também fez história foi a Croácia de Modric que chegou pela primeira vez à final de um Mundial.

Campeões do mundo desfilam por Paris
Campeões do mundo desfilam por Paris créditos: ERIC FEFERBERG / EPA

Ainda no que toca ao tema das seleções, a seleção de sub-19 fez história ao conquistar o Europeu da categoria. No jogo decisivo, a equipa liderada por Hélio Sousa venceu a Itália e conseguiu, finalmente, garantir o título, depois de ter perdido a final do Euro 2017 contra a Inglaterra e de ter chegado às meias-finais em 2016.

Portugal 4-3 Itália: Veja as melhores imagens da final
Portugal 4-3 Itália: Veja as melhores imagens da final
Ver artigo

A vitória dos 'putos de ouro' no Europeu disputado na Finlândia valeu-lhes a presença no Palácio de Belém para serem condecorados pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, com a Ordem de Mérito. A conquista da taça de campeão da Europa sub-19 levou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a brincar com a situação. Em jeito de humor, numa publicação nas redes sociais, o organismo referiu que está a faltar espaços para guardar troféus.

Cristiano Ronaldo 'choca' o mundo e troca Madrid por Turim

O mês de julho ficou ainda marcado por uma transferência que fez agitar muitos milhões de euros. Cristiano Ronaldo 'chocou' o mundo ao trocar o Real Madrid pela Juventus por 105 milhões de euros, mas esta era uma saída há muito anunciada e que começou a ser pensada quando o português marcou o famoso pontapé de bicicleta em Turim, no jogo da Liga dos Campeões.

A relação de Florentino Pérez com Ronaldo não corria de feição - o presidente do Real Madrid ter-se-á recusado a aumentar o salário de CR7 -, e a 'Vecchia Signora', atenta a esta situação, decidiu juntar patrocinadores para garantir a contratação do internacional português. Ainda antes do negócio se tornar oficial, muitas notícias foram saindo, dando conta de que a transferência tinha pernas para a andar. Desde reuniões de urgência entre Florentino Pérez e Jorge Mendes a um vídeo com vários golos de Ronaldo com a camisola do Real Madrid, até a uma informação que dava conta de que Ronaldo andava à procura de casa em Turim. A verdade é que a mudança acabou mesmo por ser confirmada, mas sem antes o Real Madrid expressar que foi o jogador que pediu para deixar o clube. Pelo meio desta autêntica novela, o presidente do Nápoles confirmou que rejeitou a ideia de contratar o internacional português. Na apresentação na Juventus, Ronaldo sublinhou que a decisão de se mudar para Itália foi "fácil".

Cristiano Ronaldo na Juventus
Cristiano Ronaldo na Juventus créditos: Juventus FC

Primeiros dados sobre o ataque a Alcochete, entrada de Peseiro e regresso de jogadores

O início do verão ficou ainda marcado por mudanças no comando técnico do Sporting. Depois de Bruno de Carvalho ter sido destituído do cargo de presidente do Sporting, Sousa Cintra, ex-presidente leonino, assumiu o cargo de presidente da SAD do clube de Alvalade e uma das primeiras medidas que tomou foi a rescisão do contrato de Sinisa Mihajlovic, treinador sérvio que tinha sido escolhido pela anterior direção. Para o seu lugar entrou José Peseiro.

José Peseiro e Sousa Cintra na apresentação do técnico ribatejano
José Peseiro e Sousa Cintra na apresentação do técnico ribatejano créditos: LUSA

O treinador ribatejano regressou a um clube que já tinha representado por duas temporadas (2004/05 e 2005/06), ainda que sem muito sucesso. Sousa Cintra sublinhou que o Peseiro era o "treinador certo neste momento que o Sporting atravessa", mas a verdade é que técnico encontrou pela frente um plantel partido, depois do que aconteceu em maio na Academia de Alcochete. As principais estrelas da anterior temporada tinham rescindido os respetivos contratos e a grande maioria foi apontada a grandes clubes, entre eles o rival Benfica. Se houve jogadores que se recusaram a regressar ao clube de Alvalade, como William Carvalho, Rafael Leão, Rui Patrício, Gelson Martins e Daniel Podence, outros houve que puseram a invasão para trás e decidiram regressar aos 'verde e brancos'. Foram os casos de Bruno Fernandes, Bas Dost e Rodrigo Battaglia. A estes regressos juntou-se o de Nani, que veio para ser capitão do clube.

Ainda no clube de Alvalade, foi em julho que se começaram a conhecer alguns pormenores sobre a invasão à Academia de Alcochete. Ficou a saber-se que Bruno de Carvalho enviou mensagens a André Geraldes, à altura team manager dos 'leões', onde o ex-presidente leonino mandou a "claque ir para cima dos jogadores" e que a invasão começou a ser planeada com muita antecedência, sendo que a ideia até surgiu na sequência de preparativos da claque do Sporting para agredir jogadores e equipa técnica nas garagens de Alvalade após a derrota na Madeira com o Marítimo por 2-1. Bruno de Carvalho também concedeu duas entrevista, ao semanário SOL e à Sport TV, onde abordou esta temática, sublinhando que o ataque a Alcochete "foi um crime perfeito" e, por outro lado, questionando o porquê de os jogadores não terem saído do balneário. Soube-se também que os comentários de Bruno de Carvalho nas redes sociais potenciaram a invasão.

Veja as melhores imagens do mês de julho

O mês de julho foi muito quente para os lados do Sporting, não só pelos desenvolvimentos na investigação ao ataque em Alcochete, mas também devido às muitas candidaturas que foram apresentadas para a presidência do Sporting. Se por um lado Sousa Cintra descartou desde logo um regresso à presidência, por outro surgiram uma série de 10 candidaturas. O primeiro a chegar-se à frente foi Frederico Varandas, antigo médico dos 'leões'. Seguiram-se Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues - que mais tarde desistiu da corrida presidencial -, Dias Ferreira, João BeneditoBruno de Carvalho, Carlos Vieira, José Maria Ricciardi, Rui Jorge Rego e Zeferino Boal, que acabaria por abdicar da candidatura para se juntar a Ricciardi. Bruno de Carvalho ainda apresentou a sua lista, mas acabou por ser impedido de se candidatar, assim como Carlos Vieira, por terem sido suspensos da condição de sócio do Sporting. Luís Figo também esteve na calha para se candidatar às eleições, mas acabou por desistir.

Três ‘grandes’ iniciam a preparação para a época 2018/2019

O arranque dos três grandes: quem entrou, saiu e subiu
O arranque dos três grandes: quem entrou, saiu e subiu
Ver artigo

Como é habitual no futebol português, o mês de julho viu o arranque da pré-época dos três ‘grandes’, com Rui Vitória e Sérgio Conceição a iniciarem mais uma época no Benfica e FC Porto, respetivamente, e José Peseiro a iniciar o seu trabalho no comando técnico do Sporting.

O FC Porto, que tinha recuperado o título de campeão nacional, foi o primeiro a mostrar-se aos adeptos. A equipa de Sérgio Conceição alcançou cinco vitórias, empatou uma - o jogo de apresentação - e perdeu outras duas. Venceu o Sporting de Espinho (4-0), o Varzim (8-0) e a Académica (3-0). Seguiram-se duas derrotas consecutivas frente a Portimonense (2-1) e Lille (2-1) - que custou o troféu na Algarve Football Cup - e vitórias frente ao Everton, de Marco Silva, (0-1) e Farense (0-2). No jogo de apresentação aos sócios empatou com os ingleses do Newcastle.

O Benfica foi o primeiro clube a regressar aos trabalhos fruto da participação na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, onde defrontou o Fernerbahçe. Os 'encarnados' voltaram a ter uma pré-temporada muito internacional, uma vez que para além do estágio em Inglaterra, as 'águias' voltaram a participar na International Champions Cup.

International Champions Cup: Benfica vence Dortmund nos penáltis, após golos de André Almeida e Alfa Semedo
International Champions Cup: Benfica vence Dortmund nos penáltis, após golos de André Almeida e Alfa Semedo
Ver artigo

Depois de um estágio em Tróia, que culminou com uma vitória sobre o Napredak e um empate contra o Vitória de Setúbal e a conquista do Torneio do Sado, o Benfica para St. George's Park, o centro de estágios da Federação Inglesa de Futebol, onde derrotou o Swindon Town por 5-0. Seguiu-se uma vitória frente ao Sevilha (1-0), antes do início da participação da 'Liga dos Campeões de Verão'. Os 'encarnados' saíram da competição com empates Borussia Dortmund - 'encarnados venceram nos penáltis - e Juventus - perdido nas grandes penalidades -, e por fim uma derrota com o Lyon.

O Sporting foi o clube dos três 'grandes' que mais jogos realizou na pré-temporada, conseguindo quatro vitórias, três derrotas e dois empates. Os encontros da pré-época começaram com uma goleada (6-0) ao Lancy, seguida de uma

A pré-época dos três grandes: FC Porto com mais vitórias, Sporting com mais jogos, Benfica nadou com os 'tubarões'
A pré-época dos três grandes: FC Porto com mais vitórias, Sporting com mais jogos, Benfica nadou com os 'tubarões'
Ver artigo

derrota contra o Neuchâtel Xamax no primeiro jogo de Peseiro. Depois, veio o estágio na Suíça e com ele duas vitórias (1-0 frente ao Nice e 4-1 frente ao Stade-Lausanne). No regresso a Portugal, seguiram-se duas derrotas (1-2 contra o Mafra e 0-1 contra o Estoril), o empate no jogo de apresentação com o Marselha (1-1), e uma vitória contra a Académica (1-0). No encerramento da pré-época, o Sporting perdeu o Troféu Cinco Violinos contra o Empoli, depois de um empate nos 90 minutos.

No que toca a outros clubes, SC Braga e Rio Ave ficaram a conhecer os adversários na terceira pré-eliminatória da Liga Europa.

Mercado de transferências em alta rodagem e Djokovic de volta às vitórias

O mês de julho costuma ser muito movimentado no que toca a entradas e saídas de jogadores e este ano não foi excepção. A grande 'bomba' foi a já referida mudança de Ronaldo de Madrid para Turim, mas houve muitas outras movimentações. Em Portugal, o Sporting anunciou o regresso de Nani, a chegada de Mees De Wit e os já referidos regressos de Bas Dost, Bruno Fernandes e Rodrigo Battaglia. Já o Benfica confirmou a contratação de Alfa Semedo e a renovação de contrato de Yuri Ribeiro. No FC Porto registaram-se as chegadas de Ewerton, MariusChancel Mbemba, Éder Militão e ainda a saída de André André para o Vitória de Guimarães.

Lá fora, o grande destaque vai para Jorge Jesus. O treinador português, que embarcou na sua primeira aventura no estrangeiro e assinou contrato com o Al-Hilal, da Arábia Saudita, foi recebido com euforia em terras sauditas e começou da melhor maneira no comando técnico com uma vitória frente ao Rapid Leinz. O técnico mostrou estar a acompanhar o futebol português, ainda que longe do nosso país, e revelou numa entrevista que não fecha a porta a nenhum clube português. Quem também se juntou a Jesus na Arábia Saudita foi o benfiquista Andre Carrillo Ainda no que toca a treinadores, Maurizio Sarri rumou a Inglaterra para ocupar o lugar de Antonio Conte no Chelsea.

Mercado de transferências europeu está ao rubro após o Mundial 2018
Mercado de transferências europeu está ao rubro após o Mundial 2018
Ver artigo

Já em termos de transferências, os clubes, principalmente os ingleses, mostraram estar com os cofres bem recheados. O Liverpool anunciou as chegadas de Alisson BeckerXherdan Shaqiri, o Arsenal contratou Sokratis PapastathopoulosLucas Torreira e o Manchester City conseguiu, finalmente, garantir o argelino Riyad Mahrez. Já o 'português' Wolverhampton foi buscar ao Mónaco o médio luso João Moutinho.

Em Itália, o Inter de Milão contratou Lautaro Martínez e o holandês Stefan de Vrij e Bruno Alves regressou a Itália para assinar pelo Parma. O também italiano Buffon foi confirmado como novo guarda-redes do Paris Saint-Germain, depois de deixar a Juventus. Em Espanha, Odriozola chegou ao Real Madrid, o Barcelona reforçou-se com Malcom e Lenglet, Lemar foi oficializado no Atlético de Madrid, Piccini rumou ao Valência, e Rúben Semedo, já em liberdade, foi emprestado ao Huesca.

Alisson Becker
Alisson Becker créditos: D.R.

Num mês em que o presidente da Federação Espanhola de Futebol investigado por corrupção e em que a UEFA aprovou a quarta substituição no prolongamento, o mundo, não só o futebolístico, ficou atento ao que aconteceu na Tailândia com uma equipa juvenil de futebol desaparecida. Os 12 jovens e o treinador foram posteriormente encontrados, resgatados e até convidados para assistir à final do Mundial 2018.

Nas modalidades, Chris Froome foi ilibado das acusações de doping, mas não conseguiu vencer a Volta a França, uma vez que essa foi para Geraint Thomas. Novak Djokovic venceu pela quarta vez em Wimbledon, e com isso regressou aos triunfos num 'major', dois anos depois. Angelique Kerber bateu Serena Williams e conquistou o Grand Slam inglês pela primeira vez. Portugal perdeu a final do Europeu de hóquei em patins frente à Espanha e Steven LoBue e Rhiannan Ifland foram os grandes vencedores da etapa dos Açores do Red Bull Cliff Diving. Também LeBron James protagonizou uma transferência milionária e assinou pelos LA Lakers e o andebolista Gilberto Duarte assinou pelo Barcelona.

Geraint Thomas vence a Volta a França 2018
Geraint Thomas vence a Volta a França 2018

Por fim, destaque ainda para o facto de Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, ter sido constituído arguido no caso dos e-mails. Em julho ainda houve tempo para a divulgação dos prémios da I Liga, com Bruno Fernandes a ser considerado o melhor jogador da temporada passada e Sérgio Conceição o melhor treinador. Iker Casillas foi o melhor guarda-redes, Ruben Dias o jovem do ano e Jonas sagrou-se o melhor marcador. O sorteio ficou ainda marcado por um erro que obrigou à reformulação dos calendários da I Liga e II Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.